Falta pouco para ele virar Monsieur Neymar

0
1274

O imbróglio envolvendo Neymar-Barcelona-PSG ainda prossegue, mas apenas detalhes administrativos separam o craque brasileiro do clube francês. Ele inclusive já se despediu de seus companheiros do Barcelona e ganhou uma mensagem de Lionel Messi. Porém, a questão da transferência ainda não foi completamente resolvida, segundo matéria publicada no site GloboEsporte.com. O presidente da Liga Espanhola, Javier Tebas, cumpriu o que havia prometido: recusou o dinheiro da multa rescisória de Neymar. Após receberem o cheque do Paris Saint-Germain, os advogados do craque foram à sede de “La Liga” em Madri na manhã da quinta-feira (3) para depositar os 222 milhões de euros (cerca de R$ 820 milhões), mas a entidade recusou o pagamento e adiou a “liberdade” do brasileiro, que quer se transferir do Barcelona para o PSG. Os advogados agora executam um plano B para tentar resolver a questão nas próximas horas.

Perguntados sobre o motivo da recusa no pagamento da cláusula, representantes da Liga Espanhola não deram maiores explicações e preferiram se calar. Um dos envolvidos no caso de Neymar é o renomado advogado brasileiro Marcos Motta, que representa o jogador há bastante tempo e está em Madri. Os advogados tratam o tema como questão jurídica e esperam solucionar o problema rapidamente. Vale lembrar que é La Liga quem recebe o pagamento pelas transferências de jogadores na Espanha e repassa para os clubes, neste caso o Barça.

Na últimas semanas, as cifras envolvendo a transferência de Neymar trouxeram à tona novamente a discussão em torno do Fair Play Financeiro – conjunto de normas impostas pela Uefa para evitar gastos astronômicos em contratações. No dia 28 de julho Javier Tebas também havia ameaçado denunciar o Paris Saint-Germain caso a negociação fosse adiante.

Segundo o jornal Marca, da Espanha, a Liga Espanhola não poderia bloquear a saída de Neymar, uma vez que a cláusula de rescisão estaria sendo cumprida. Assim, é possível que a Fifa seja acionada e dê uma permissão provisória para a realização do negócio. Apesar da justificativa, o Fair Play Financeiro só poderia ser analisado pela Uefa e aplicado ao fim da janela de transferências, no dia 31 de agosto.

Quem vai parar o Corinthians?

Incrível! O Timão não para de quebrar recordes. São cem dias sem saber o que é uma derrota e 33 partidas de invencibilidade. Mais do que isto, venceu seus adversários diretos – Grêmio, Palmeiras e Atlético Mineiro fora, Santos em casa e empatou com o Flamengo também no Itaquerão. A equipe soma 44 pontos e ainda falta uma partida contra o Sport em São Paulo para fechar o primeiro turno. Com a vitória por 2 a 0 sobre o Atlético-MG, (gols de Jô e Rodriguinho), aproximou-se da maior série invicta em 106 anos de clube, obtida em 1957. O Corinthians manteve os oito de vantagem para o Grêmio, que também trinfou na 18ª rodada. Após a vitória no Mineirão, o técnico Fábio Carille valorizou a gordura que o Corinthians tem na ponta na tabela. O treinador, porém, fez um alerta: “Passando essa rodada são 60 pontos em disputa, é muita coisa. Claro que tem gordura, mas temos que saber jogar com essa folga. A campanha me surpreende. Lá atrás falava-se muito. Fomos campeões paulistas e falavam que a gente ia ficar em 12º no Brasileiro. Estamos fortalecendo o grupo cada vez mais para terminar bem o turno e fazer um grande segundo turno”, acrescentou o treinador. Há cerca de duas semanas, Carille disse acreditar que 72 pontos garantiriam o título do Brasileirão. Na quarta (2), porém, o treinador evitou fazer projeções até chegar nas últimas dez rodadas. Já o Atlético-MG, que faz uma campanha decepcionante, tem missão difícil no domingo (6): vai a Porto Alegre enfrentar o Grêmio.

Vice-líder mantém-se na briga

Por falar em Grêmio, o Tricolor gaúcho mantém-se na briga pelo título do Brasileirão 2017, que está com toda pinta de ser rival direto do Alvinegro paulista. Na quarta-feira (2) foi a Goiânia e venceu o Atlético-GO por 1 a 0, gol de Michel, depois de muito pressionar o Rubro-Negro goiano. O Dragão é o lanterna do certame, com apenas 12 pontos ganhos, e dificilmente deixará de voltar à Série B. Já o time de Renato Portaluppi segue firme e terá de vencer o Galo na Arena Grêmio para não permitir que a distância para o líder aumente ainda mais, uma vez que o Timão é favoritíssimo contra o Sport no sábado (5) no Itaquerão. O Atlético-GO, por sua vez, terá outra pedreira: enfrenta o Fluminense no mesmo dia no Rio de Janeiro.

Sport x Fluminense: jogo sensacional!

Sport e Fluminense protagonizaram um jogo eletrizante na Ilha do Retiro na quarta-feira (2).  Depois das condolências ao técnico Abel Braga, que perdeu João Pedro, seu filho caçula de 19 anos em um acidente trágico (o rapaz caiu da janela de seu apartamento), o Tricolor carioca saiu na frente com um golaço de Gustavo Scarpa e ampliou com Renato Chaves. Quando tudo parecia sorrir para o Flu, o Rubro-Negro pernambucano mostrou porque vem fazendo boa campanha no Brasileirão 2017. O time de Vanderlei Luxemburgo reagiu e conseguiu o empate com gols de André e Patrick. Ressalte-se que, além dos quatro gols assinalados, surgiram várias oportunidades de gols para os dois lados. Enfim, uma partida que arrancou aplausos dos torcedores presentes. Enquanto o Tricolor carioca recebe o lanterna Atlético-GO no sábado (5), Sport terá uma parada indigesta: no mesmo dia jogará contra o impossível Corinthians em São Paulo.

Outro jogão no Pacaembu

O velho estádio do Pacaembu tornou-se um amuleto para o Santos que não perde neste estádio desde 2014! Na quarta-feira (2), esta escrita esteve perto de ser quebrada, mas se manteve. O Alvinegro praiano saiu na frente com um gol de Bruno Henrique, sofreu a virada do Flamengo, que marcou com Everton Ribeiro e Felipe Vizeu, e acabou vencendo por 3 a 2, após os gols anotados por Allison (um golaço de fora da área) e Ricardo Oliveira. Com o resultado, o Peixe continua na terceira colocação, com 34 pontos, e ainda por cima distanciou-se do Flamengo, um rival direto, que caiu para a 5ª colocação, com 29 pontos. Sob o comando de Levir Culpi, o Santos parece ter encontrado a fórmula de ser uma equipe com vocação ofensiva e consegue manter o equilíbrio. Só para se ter uma ideia, em uma semana venceu o Flamengo duas vezes – 4 a 2 na Copa do Brasil (onde foi eliminado pelo critério de gols marcados) e 3 a 2 pelo Brasileirão. Além estar bem colocado no Campeonato Brasileiro, ainda tem boas chances de prosseguir na Copa Libertadores da América, uma vez que joga na próxima semana por um empate na Vila Belmiro após ter vencido o Atlético-PR em Curitiba por 3 a 2. Antes, porém, tem de ir a Santa Catarina enfrentar o Avaí que luta desesperadamente para sair da Zona de Rebaixamento. O Flamengo, por sua vez, pega o Vitória, que também está no Z4, no Rio de Janeiro. Os dois  jogos serão no domingo (6).

Flamengo, um mistério

O Flamengo é um capítulo à parte. O time tem bons jogadores, excelente estrutura, dinheiro para contratações e uma enorme torcida, no entanto, não consegue engrenar. Após ter sido eliminado precocemente da Copa Libertadores, a equipe da Gávea reagiu no Brasileirão, porém, os três últimos resultados contra equipes paulistas não foram bons. Dos nove pontos disputados contra Palmeiras, Corinthians e Santos, o Rubro-Negro carioca ganhou apenas dois, fruto dos empates contra o Verdão no Rio e Timão em São Paulo. Muros do clube foram pichados por torcedores inconformados, o que obviamente não é solução. Todavia, a continuidade do jovem técnico Zé Ricardo à frente da equipe está ameaçada, pois os dirigentes sempre tendem a dar a cabeça do treinador quando não surgem os resultados esperados. Talvez seja hora de resgatar o pitbull Felipe Melo, incompatibilizado com o Palmeiras e flamenguista assumido, para dar uma injeção de ânimo no time. Aí, é vai ou racha!

Vitória importante do Verdão

Após um período de instabilidade, que culminou na eliminação do Palmeiras da Copa do Brasil, ao empatar em 1 a 1 com o Cruzeiro – o time marcou quatro gols e sofreu quatro, porém, foi desclassificado porque a Raposa marcou três gols em São Paulo -, e com o afastamento de Felipe Melo, que se desentendeu com o técnico Cuca, o Palmeiras vem cumprindo bom papel no Brasileirão, somando até mesmo mais pontos do que o líder Corinthians nos últimos dez jogos. A vítima na quarta-feira (2) foi o Botafogo no Rio de Janeiro, derrotado pelo Verdão por 2 a 1 – gols de Igor Rabello (contra) e Deyverson e de Rodrigo Pimpão para o Fogão. Aliás, o gol de Pimpão foi claramente impedido, e o bandeirinha validou como jogada legal. É o segundo erro clamoroso de arbitragem envolvendo paulistas e cariocas. No domingo (30), Jô havia marcado um gol legítimo que acabou sendo mal anulado na partida contra o Flamengo. Poderia ter sido o gol da vitória (mais uma!) do Timão. No domingo (6), o Botafogo enfrenta o Cruzeiro no Mineirão, possivelmente com uma equipe reserva porque se prepara para receber o Nacional do Uruguai no Rio de Janeiro pela Copa Libertadores da América. Um simples empate serve para o Bota passar às quartas de final. O Palmeiras também deve mandar a campo uma equipe reserva porque precisa derrotar o Barcelona de Guayaquil por mais de um gol de diferença se qusier continuar no torneio. Seu adversário, o Furacão, deve fazer o mesmo, pois somente derrotando o Santos na Vila Belmiro continuará vivo na Copa Libertadores.

Vitória reage e surpreende Macaca

O Vitória ainda é vice-lanterna do Brasileirão, porém, o time de Vagner Mancini surpreendeu a Ponte Preta em Salvador ao derrotá-la por 3 a 1, com dois gols do colombiano Santiago Trellez e um de Neilton, enquanto Elton descontou para o time de Campinas. O resultado dá ânimo ao Rubro-Negro baiano e serve como alerta para a Ponte. Afinal, somente cinco pontos separam as duas equipes. No domingo (6), choque de rubros-negros, quando o Vitória vai ao Rio de Janeiro enfrentar o Flamengo, sedento por recuperação. A Ponte Preta, por sua vez, recebe o Vasco da Gama em Campinas em choque de alvinegros, também no domingo.

Empate sem graça em Chapecó

Chapecoense e Bahia empataram em 1 a 1 – gols de Túlio de Melo para os catarinenses e de Rodrigão para os baianos – em um jogo de baixo nível técnico. Estas duas equipes precisam subir de produção rapidamente porque senão estarão às voltas com o fantasma do rebaixamento. As próximas partidas serão confrontos diretos com adversários da parte de baixo da tabela. Enquanto o Bahia recebe o São Paulo em Salvador, a Chapecoense vai ao Paraná enfrentar o Coritiba. A 18ª rodada completou-se com outras três partidas jogadas na quinta-feira (3): São Paulo x Coritiba, no Morumbi; Atlético-PR x Avaí, na Arena da Baixada, e Vasco da Gama x Cruzeiro, no Estádio Raulino de Oliveira.