FDA rebate dica de armazenamento de abacate na água que viralizou nas redes:”Não façam”

Agência advertiu que o método pode causar envenenamento por Listeria monocytogenes ou Salmonella

0
1004
Agência pede que usuários não utilizem método de armazenar abacate submerso (foto: Tio Tok)
Perfil no Tik Tok com milhões de visualizações sugere que abacate seja submerso (foto: Tik Tok)

O FDA (Food and Drug Administration) reagiu a uma dica de conservação de abacate que viralizou nas redes sociais e pediu aos usuários para “não adotá-la”. A técnica consiste em submergir abacates cortados e prontos para o consumo em um recipiente com água e armazená-los na geladeira. Os perfis que compartilharam a ideia no Facebook e no TikTok afirmam que o método evita que o abacate estrague por até um mês.

A agência, entretanto, advertiu que a prática pode causar envenenamento por Listeria monocytogenes ou Salmonella. “A principal preocupação é com a possibilidade de que quaisquer patógenos humanos residuais que possam estar na superfície do abacate se multiplique durante o tempo em que estiver submerso em água”, disse um porta-voz do FDA. Segundo ele, mesmo se limpar a casca do abacate antes de mergulhá-lo não ajudará a protegê-lo da contaminação.

A Listeria monocytogenes, de acordo com o especialista, tem o potencial de se infiltrar na polpa da iguaria quando submersa durante o armazenamento refrigerado, e se reproduzir rapidamente. “A melhor maneira de preservar o abacate é guarda-lo na geladeira em potes de plástico secos e fechados”, acrescentou. Pessoas infectadas com esses tipos de bactérias podem ter problemas gastrointestinaiscomo diarréia, náusea e, em alguns casos, também podem apresentar febre.