Flamengo, mas pode chamar de colecionador de títulos

0
960
Jogadores e comissão técnica do Flamengo comemoram a conquista do Campeonato Carioca em um Maracanã vazio (Foto: Alexandre Vidal/Flamengo)
Jogadores e comissão técnica do Flamengo comemoram a conquista do Campeonato Carioca em um Maracanã vazio (Foto: Alexandre Vidal/Flamengo)

Bem que eu poderia fazer uma crônica sobre mais um título conquistado pelo Rubro-negro carioca. Porém, em homenagem aos milhões de flamenguistas espalhados pelo mundo (muito, inclusive, aqui no Sul da Flórida, com destaque para o publisher Jorge Nunes e o cônsul geral do Brasil em Miami João Mendes), decidi republicar a coluna pu blicada no site oficial do Flamengo após a segunda vitória do Flamengo na decisão do Campeonato Carioca, pois no domingo (12) o time da Gávea já havia vencido o Fluminense na primeira partida das finais.

Aliás, torcedores do Flu, me perdoem, mas o texto é totalmente ufanista e valoriza mais uma conquista do Mais Querido.

Bicampeão! Mengão vence o Fluminense por 1 a 0 e conquista seu 36º título carioca

Por Rômulo Paranhos

Pode comemorar, Nação Rubro-negra! O Mengão é bicampeão carioca! Na noite desta quarta-feira (15), no Maracanã, o Flamengo venceu o Fluminense por 1 a 0 e conquistou seu 36º título do Estadual. O gol do Mais Querido foi marcado por Vitinho aos 49 minutos da etapa final. Como já havia conquistado o Carioca do ano passado, o time rubro-negro garantiu o bicampeonato. 

O JOGO

O Flamengo começou a partida tentando impor seu ritmo de jogo, com troca de passes na intermediária do Fluminense. Quando a equipe tricolor tentava sair para o campo de ataque trocando passes, o Mais Querido apertava a marcação e conseguia recuperar a posse de bola rapidamente. Aos 12 minutos, o Fla criou a primeira chance de gol. Bruno Henrique foi lançado na velocidade, driblou Muriel e rolou para trás. Pedro chegou chutando de primeira por cima do gol.

A primeira jogada de perigo do Fluminense foi aos 25’. Nenê levantou para Marcos Paulo no bico da grande área, o atacante pegou de primeira e a bola passou por cima da meta de Diego Alves. O time rubro-negro tentava criar as jogadas de ataque, tocando a bola de pé em pé, mas esbarrava na forte marcação tricolor que estava bem encaixada. Aos 44’, o Mengão quase abriu o placar. Everton Ribeiro girou em cima da marcação e enfiou a bola para Pedro. O atacante dominou na área e bateu cruzado. A bola passou tirando tinta da trave. Apesar do grande volume de jogo do Fla, a primeira etapa terminou 0 a 0.

O Mengão voltou para o segundo tempo já levando perigo. Everton Ribeiro sofreu falta perto da área. Gerson cobrou e a bola passou perto. A exemplo da primeira etapa, o Flamengo detinha maior posse de bola, administrando a vantagem, enquanto o Fluminense se fechava para sair no contra-ataque. O time tricolor tentava chegar à área rubro-negra com bolas alçadas, mas a defesa conseguia cortar.

De tanto insistir, o Mengão abriu o placar nos acréscimos! Aos 49’, Vitinho roubou a bola no ataque, carregou até a entrada da área e bateu de canhota. A bola desviou em Nino, encobriu Muriel e parou no fundo da rede: 1 a 0. E mais um título carioca para a galeria rubro-negra!

ESCALAÇÃO DO FLAMENGO

Diego Alves, Rafinha (Gustavo Henrique), Rodrigo Caio, Léo Pereira, Filipe Luís (Renê); Willian Arão, Gerson (Diego), Everton Ribeiro, De Arrascaeta (Michael), Bruno Henrique; Pedro (Vitinho).

Quarto título do ano e R$ 20 milhões no cofre

O Flamengo confirmou o favoritismo neste começo de temporada e faturou as quatro taças que disputou até o momento, fato que já valeu ao clube um ganho de quase R$ 20 milhões em premiações. A maior parte desta quantia veio com a conquista da Recopa Sul-Americana contra o Independiente Del Valle.

O rubro-negro não teve dificuldade para fazer 3 a 0 contra a equipe equatoriana, em um Maracanã com quase 70 mil pessoas em festa. Na partida de ida, as duas equipes empataram por 2 a 2 no Estádio Atahualpa, em Quito. 

O Mais Querido ganhou também a Taça Guanabara, após vitória por 2 a 1 contra o Boavista, no Maracanã e a Supercopa do Brasil, primeira das três conquista obtidas pelo Flamengo, rendeu R$ 5 milhões. O título, que reuniu os ganhadores do Campeonato Brasileiro e da Copa do Brasil na temporada passada, veio com um 3 a 0 sobre o Athletico-PR no estádio Mané Garrincha, em Brasília.

Enfim, mais do que nunca, o Flamengo honra a letra de seu honio: “Vencer, vencer, vencer, uma vez Flamengo, Flamengo até morrer”.

Jorge Jesus fecha com o Benfica, diz TV portuguesa

Futuro de Jorge Jesus deve ser decidido neste final de semana após sua viagem a Portugal (Foto: Gaveanews)
Futuro de Jorge Jesus deve ser decidido neste final de semana após sua viagem a Portugal (Foto: Gaveanews)

A alegria só não é completa porque há uma forte pressão do Benfica para contratar o multi vencedor treinador poruguês. Além dos títulos mencionados na nota acima, ele comandou o Rubro-negro nas conquistas do Brasileirão e da Copa Libertadores da América em 2019. Ou seja, em menos de um ano à frente do time de maior torcida do Brasil, ele esteve à frente da equipe durante a conquista de seis títulos – realmente, algo difícil de ser igualado.

Do outro lado do Atlântico, porém, o clube lisboeta vive um fado triste. Na própria quarta-feira (15), enquanto Jorge Jesus vibrava no Maracanã, os torcedores do clube encarnado engoliram seco ao ver o Futebol Clube do Porto, seu arquirrival, se sagrar campeão português com a vitória de 2 a 0 sobre o Sporting no Estádio do Dragão.

Desse modo, eles desejam repatriar Jorge Jesus para voltar a sorrir na próxima temporada com vitórias e títulos. Porém, o flamengo não está disposto a perder seu comandante e muito menos alguns de seus craques, pois fontes do futebol português revelam que ao assinar com o Benfica Jorge Jesus  levaria com ele Bruno Henrique e Gerson, dois esteios da equipe flamenguista. Há que se esperar, entretanto, a boa situação financeira do Flamengo sinaliza que não será nada fácil para o clube de Lisboa levar Jorge Jesus e sobretudo dois ídolos da torcida.

Paulistão recomeça dia 22 de julho

Após quatro meses de interrupção, o Campeonato Paulista será retomado no dia 22 de julho, quando serão disputadas as partidas referentes à penúltima rodada da fase de classificação. No final de semana, será realizada a última rodada, que definirá os oito clubes classificados 

Após a realização das duas últimas rodadas do Estadual, mais quatro jogos definem o campeonato, com quartas e semifinais disputadas em jogo único e a decisão com duas partidas, todas elas com datas, horários e locais a serem confirmados futuramente. A final está prevista para o dia 8 de agosto, um sábado.

Ao contrário do imbroglio ocorrido no Cariocão, o Paulistão será transmitido pela TV Globo, SporTV e PFC.

Confira datas, locais e horários dos jogos que encerram a primeira fase do Paulistão Sicredi 2020:

Quarta, 22 de julho

  • Ituano x Ferroviária – Canindé 
  • Ponte Preta x Novorizontino – Arena Barueri 
  • Santos x Santo André – Vila Belmiro 
  • Corinthians x Palmeiras – Arena Corinthians 

Quinta, 23 de julho

  • Água Santa x Mirassol – Arena Inamar 
  • Inter de Limeira x Oeste – Arena Corinthians 
  • Botafogo x Guarani – 1º de Maio
  • São Paulo x Red Bull Bragantino – Morumbi

Domingo, 26 de julho

  • Red Bull Bragantino x Botafogo – Prefeito José Liberatti
  • Ferroviária x Inter de Limeira – Morumbi
  • Guarani x São Paulo – Vila Belmiro
  • Mirassol x Ponte Preta – 1º de Maio
  • Novorizontino x Santos – Arena Corinthians
  • Oeste x Corinthians – Arena Barueri
  • Palmeiras x Água Santa – Allianz Parque
  • Santo André x Ituano – Canindé