Flórida tem 295 ursos negros abatidos com autorização do Estado

Fim de semana foi de caça legalizada aos animais; medida gerou polêmica

0
2605
Da Redação, com SunSentinel – Depois de 21 anos suspensa, a temporada de caça aos ursos negros no Estado da Flórida foi autorizada no último final de semana. A caça aos animais resultou em 295 animais abatidos e as autoridades, que haviam autorizado a matança de 320 ursos, suspendeu a autorização no início da noite do domingo (25).

Segundo a comissão que aprovou a caça desses animais depois de tantos anos, o número de ursos na região central da Flórida aumentou significativamente, de 300 nos anos 70 para mais de 3,5 mil nos dias de hoje. Eles alegam que os animais começam a procurar comida em bairros habitados e passam a oferecer risco à vida de moradores. “A caça foi controlada e ocorreu apenas em localidades onde havia superpopulação de ursos”, disse um integrante do governo.

Já os oponentes da caça ao animal entraram na Justiça contra a medida, fizeram diversos protestos, mas nada adiantou. Eles afirmam que a o Estado da Flórida foi prematuro em autorizar a caça. E afirmam que matar os animais não vai impedir os ataques às pessoas. “Serão mais de 3 mil licenças para caça emitidas e isso é ridículo. Os caçadores só querem troféus para transformar os animais em tapetes. Agora que a população de ursos está finalmente voltando ao normal. Isso sem contar que haverá filhotes que ficarão órfãos”, argumenta um dos oponentes à medida.

Depois de matar os animais, os caçadores tiveram que levar os animais para uma estação para que tudo fosse documentado. No sul da Flórida, a caça foi autorizada nos condados de Hendry e Collier e foram abatidos 21 ursos. O maior número de animais se concentra na região central do Estado. Cerca de 3,7 mil pessoas compraram autorização para matarem os ursos.