Futuro de José Aldo no UFC ainda é incerto

Lutador se reuniu com chefão Dana White em Las Vegas e diz que papo foi “ótimo”

0
1213
José Aldo depois de reunião com Dana White em Las Vegas
José Aldo depois de reunião com Dana White em Las Vegas

DA REDAÇÃO (com Combate) – O campeão interino do peso-pena, José Aldo – que esteve nas manchetes por ter se indignado com a organização do UFC –  se reuniu na quarta-feira (19) com o presidente do UFC, Dana White, e o matchmaker da organização, Sean Shelby, na sede da Zuffa, em Las Vegas (NV). O encontro, que durou cerca de uma hora, não foi suficiente para o brasileiro mudar de posição quanto à sua aposentadoria do esporte.

“Foi ótimo, como a gente esperava. Falei tudo o que tinha que falar, está ótimo. Tem a parte deles e a minha. A conversa foi ótima, agradeci tudo o que fizeram por mim e agradeci ao Dana pela paciência. Não sei (se ainda volto ao octógono). O futuro vai dizer”, declarou na saída da reunião.

Apesar de ter deixado o futuro em aberto, ao ser questionado se o encontro o faria repensar a decisão de pendurar as luvas, o lutador foi enfático:

“Por mim, já decidi. Não tenho que pensar mais nada. Não tenho que pensar ou fazer qualquer outra coisa. Sempre tive a ideia definida. Quando falo uma coisa, nunca é um blefe ou nada disso. Tenho a ideia na minha cabeça, sempre foi isso que eu quis. Foi isso que conversamos. Não teve proposta, caso a pensar ou não. Só passei meu ponto de vista, o carinho que tenho por eles e eles comigo também. É muito legal, mas cada um tem que seguir o seu caminho”.

Em entrevista ao Combate.com, o técnico de Aldo, Dedé Pederneiras, deu mais detalhes sobre o que foi dito no encontro com Dana. No bate-papo, ele também declara que ainda não pode cravar que seu pupilo esteja aposentado:

“Eu te digo que hoje o Aldo está em vias de aposentadoria do MMA. Na verdade, a gente tinha que vir aqui para poder falar cara a cara. Acho que o tipo de reunião que a gente teve não é para você falar por telefone ou e-mail, é uma reunião que você tem que ter cara a cara depois de tantos anos, entendeu? E o Aldo continua com a ideia fixa de realmente se aposentar do MMA. Existem alguns problemas contratuais que estamos tentando resolver”, explicou o técnico.

Ele afirmou que o maior problema é a questão de Aldo não estar mais motivado a lutar MMA. “Só que existe um problema do contrato. Faltam seis lutas no contrato e é isso que agora vai começar a se pensar. De um lado se falou uma coisa, do outro lado outra, então estamos esperando. Queria que o público entendesse que, na verdade, não existe uma raiva do Dana ou uma raiva do UFC”.

Quanto ao irlandês Conor McGregor, o treinador disse: “Na verdade, o Aldo não está nem pensando no McGregor. Muita gente pensou que o Aldo está chateado por conta do McGregor. O McGregor, para ele, tem a vida dele, entendeu? É lógico, fazer uma luta contra o McGregor seria ótimo. Mas acho que no momento todo mundo teve o pensamento errado da revolta do Aldo ser contra o McGregor. Depois da luta os dois se falaram, por acaso aconteceu até uma coisa engraçada…Depois da luta do Aldo com o Frankie, ele ficou uma semana aqui com a esposa, e parece que foi até sacanagem, porque o Lorenzo colocou o Aldo num quarto ao lado do McGregor. Então, chegaram os dois na varanda, um olhou para um lado, o outro para o outro, e estava um do lado do outro. Eles chegaram até a brincar. Na verdade, não existe um rancor. Acho que as coisas que eu mais pude passar para os meus atletas, é que as pessoas têm que entender que esporte é esporte. Não é porque você perdeu para o cara que você tem que ter raiva dele. É isso.”