Governo vai suspender triagem de saúde para passageiros que chegam de certos países, inclusive o Brasil

Desde fevereiro, todos os passageiros precisavam passar por uma rigorosa fiscalização de saúde antes de ter a entrada autorizada nos EUA

0
1916
Em foto de arquivo, passageiros passam por triagem sanitária em Denver, Colorado, em março de 2020. (REUTERS/ Jim Urquhart)

A partir de segunda-feira (14), o governo vai suspender a rigorosa triagem de saúde imposta a passageiros provenientes de certos países, incluindo o Brasil, posta em ação desde fevereiro por conta da pandemia de covid-19.

As restrições exigiam uma verificação detalhada de sintomas para todos os passageiros provenientes de países como China, Irã, europeus do grupo Schengen, Grã-Bretanha, Irlanda e Brasil. A triagem não vai ser mais necessária.

O Center of Disease Control (CDC), órgão de saúde do governo americano, informou que “agora possui mais entendimento da forma de transmissão da covid-19 e que a triagem rigorosa de sintomas tem limitada eficácia, porque pessoas infectadas podem não ter febre ou sintomas no momento da triagem. Assim, o CDC está alterando sua estratégia e priorizando outras medidas de prevenção para reduzir o risco de contaminação através de viagens”.

Segundo o CDC, o foco da atuação será agora na educação do passageiro no que diz respeito a precauções antes, durante e depois do seu voo, incluindo a recomendação de isolamento domiciliar até 14 dias depois chegada para pessoas que vierem de países de alto risco.