Homem abre fogo em igreja taiwanesa na Califórnia; 1 pessoa morreu e cinco ficaram feridas

Fiéis participavam de um almoço após o culto quando um homem de origem asiática de 60 anos entrou atirando; ele foi contido e teve as pernas amarradas por pessoas que estavam no local, o que evitou mais mortes

0
767
Homem abriu fogo em igreja da Califórnia (Foto County News)

Pelo menos uma pessoa morreu e outras cinco ficaram feridas – quatro delas em estado grave – depois que um homem de 60 anos invadiu a igreja Laguna Woods, na Califórnia, no domingo (15).

Segundo informações da polícia, o tiroteio aconteceu na igreja presbiteriana Geneva, que é frequentada pela comunidade taiwanesa. Os fiéis estavam reunidos para um almoço após o culto.

O atirador, que foi preso, foi contido pelos presentes, que amarraram suas pernas com um fio de extensão. Eles conseguiram retirar duas armas das mãos do homem. “O que essas pessoas fizeram ajudou a salvar muitas vidas, foi um ato heroico”, disse a polícia do condado de Orange.

A identidade do atirador e a motivação para o crime ainda não foram reveladas. As vítimas hospitalizadas têm idades entre 65 e 92 anos, todos de origem asiática.

As autoridades disseram que receberam uma ligação de emergência da igreja presbiteriana Geneva às 1pm (horário da Califórnia) de domingo.

O gabinete do governador da Califórnia, Gavin Newsom, afirmou que trabalha com as autoridades locais para monitorar a situação.

“Ninguém deveria ter medo de ir ao seu local de culto. Nossos pensamentos estão com as vítimas”, tuitou a conta do governo estadual.

O ataque aconteceu no dia seguinte ao massacre em um supermercado em Buffalo, NY, que matou pelo menos dez pessoas e, segundo a polícia, teve motivações racistas.