Imigrante com câncer tem deportação adiada pelo ICE no Sul da Flórida

Hondurenha está com leucemia e está em tratamento; “voltar para Honduras seria sentença de morte”

0
2889
Reina Gomes luta contra a leucemia e temia ser deportada
Reina Gomes luta contra a leucemia e temia ser deportada

O U.S. Immigration and Customs Enforcement (ICE) poupou da deportação uma hondurenha de 49 anos que está lutando contra uma leucemia rara.

“Estou feliz e aliviada”, disse Reina Gomes ao sair do escritório da imigração em Miramar na tarde de segunda-feira (31). Ela contou com o apoio de ativistas e advogados que lutaram para que ela não recebesse a carta de deportação. Diversas pessoas foram para a porta da Corte em apoio à Reina, que temia ser presa e deportada. Ela já teve um pedido de asilo negado.

Reina Gomez veio para os EUA há 15 anos e desde então trabalha como empregada doméstica. Ela foi diagnosticada com uma leucemia rara e, segundo ela, ser mandada de volta para Honduras seria uma sentença de morte.

“Estamos felizes de ver Reina voltara para a sua comunidade e para o seu trabalho, enquanto contribuiu para o bem-estar e com a economia de várias famílias no Sul da Flórida. Nós vamos continuar lutando por ela e por todos os imigrantes. Precisamos de uma reforma imigratória real que garanta um caminho para a cidadania, não um sistema injusto que persegue as pessoas e separa famílias”, disse Marcia Olivo, diretora do Miami Workers Center.

FOTO: SUNSENTINEL