Imigrantes indocumentados denunciam que não conseguem se vacinar na Flórida

Hondurenha mãe de quatro filhos disse já ter tentado cinco vezes tomar a vacina, mas tem o pedido negado quando afirma não ter uma identidade emitida nos EUA

0
2514
Posto de vacinação drive-thru no Tradewinds Park, no condado de Broward (foto: reprodução Local 10 News)
Posto de vacinação drive-thru no Tradewinds Park, no condado de Broward (foto: reprodução Local 10 News)

O presidente Joe Biden já deixou claro que imigrantes indocumentados estão incluídos no Programa Nacional de Vacinação contra a covid-19, mas muitos deles denunciam que não estão conseguindo ser imunizados.

Reportagem veiculada pelo jornal Miami Herald nesta quinta-feira (8), mostra o drama enfrentado pela hondurenha Doris Mejia, que já tentou agendar para receber a vacina em cinco locais diferentes e teve todos os pedidos negados.

Doris mora em Homestead e tem problemas cardíacos. Ela afirma as negativas se devem ao fato de ela não ter um documento de identidade emitido nos Estados Unidos. “Eu acho que eles não querem que os imigrantes sejam vacinados. Eles nos veem como pessoas inferiores, apesar de todo o nosso trabalho por este País”, disse Doris ao jornal.

Ativistas ligados à causa imigratória afirmam que casos como o da hondurenha estão sendo relatados em todo o País. “Muitos trabalhadores rurais, da construção e empregados domésticos não estão conseguindo se vacinar. Vários imigrantes sem status têm nos procurado pedindo ajuda”, relata Oscar Londoño, diretor da ONG We Count.

Leslie Fajardo, moradora de Miami, acordou 3 da manhã para ser a primeira da fila no campus de imunização do South Dade, mas quando chegou a sua vez, às 8:30 da manhã, ela foi orientada a voltar para casa sem vacina.  “Esta é minha terceira tentativa. Fui com um grupo de colegas de trabalho e todos tiveram que voltar para casa por não terem carteira de motorista da Flórida”, denuncia a imigrante.

Melissa Taveras, porta-voz da Florida Immigrant Coalition, disse que o telefone da ONG não para de tocar com pessoas fazendo a mesma denúncia. “À medida que são veiculadas notícias sobre a ampliação da vacinação, os imigrantes indocumentados ligam para nós com medo de ir se vacinar ou por terem o pedido negado”.

Ela sugere que o governo emita uma diretriz mais clara dizendo que qualquer tipo de documento de identidade pode ser apresentado para evitar que situações como estas se repitam.