‘Inesquecível’, dizem Stones após show para mais de 100 mil em Cuba

Banda liderada por Mick Jagger fez apresentação histórica em Havana na semana passada, poucos dias após a visita do presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, ao país, que vive em isolamento cultural por restrições de governo

0
1830
Cubanos curtem o rock dos Rolling Stones, que fizeram show gratuito e inédito para multidão em Havana
Cubanos curtem o rock dos Rolling Stones, que fizeram show gratuito e inédito para multidão em Havana

DA REDAÇÃO (com Vírgula e UOL) – A banda de rock Rolling Stones agradeceu, via redes sociais, ao público de mais de 100 mil pessoas que assistiram ao show realizado pelo conjunto em Havana, capital de Cuba, na sexta-feira (25). Considerado “histórico”, o show transcorreu como previsto, sem incidentes, e com o público se empolgando mais a cada faixa tocada por Mick Jagger e os outros músicos dos Stones.

“¡Gracias Cuba por el increíble e inolvidable show! ¡Fue maravilloso verles a todos ustedes!” (“obrigado Cuba pelo show incrível e inesquecível. Foi maravilhoso ver todos vocês”), postou a banda na internet.

No show, antes mesmo de começar, tocando a faixa “Jumpin’ Jack Flash”, Jagger saudou a enorme plateia em espanhol: “Olá, Havana. Boa noite, meu povo de Cuba”.

Em outro momento, o rockstar comentou a distensão política que permitiu a visita de Barack Obama à ilha recentemente e também o show dos Stones, chamado de Concerto da Amizade. “Sabemos que há alguns anos era difícil ouvir nossa música em Cuba, mas aqui estamos, tocando para vocês em seu lindo país. Acredito que, finalmente, os tempos estão mudando”, afirmou Jagger, também em espanhol, fazendo menção ao fato de que até cerca de 15 anos atrás, o governo de Cuba proibia músicas de rock e pop ocidentais.

No próprio dia do show, a banda usou o YouTube para explicitar a ansiedade por tocar no país. Em um vídeo divulgado no YouTube (embora poucos cubanos pudessem vê-lo, dada a escassa penetração da internet na ilha), Jagger disse, em espanhol: “Nós já tocamos em muitos lugares incríveis, mas este show em Havana será um evento histórico para nós (…) esperamos que seja para vocês também.”

Menos de um terço dos cubanos têm acesso à internet, com somente 3,4% dos lares conectados à internet ou à intranet local cubana, de acordo com dados da ONU (Organização das Nações Unidas).

Os Stones incluíram Cuba ao fim da turnê na América Latina, tornando-se os primeiros grandes astros do rock internacional a tocar no país.