DeSantis repreende estudantes por usarem máscaras: ‘Isso é ridículo’; assista

Governador pediu aos alunos para removerem as coberturas faciais e pararem com o "teatro covid"

0
957
Ron DeSantis durante lançamento da iniciativa 'Workforce Education Cybersecurity', em Tampa, FL (foto: Reprodução Twitter)

O governador da Flórida, Ron DeSantis, foi flagrado dando uma bronca em um grupo de estudantes durante uma visita à University of South Florida, na manhã desta quarta-feira (2). O motivo é que eles estavam usando máscaras. A ida do governador à universidade que tem sede em Tampa foi para lançar um programa de segurança cibernética nas escolas. Antes de iniciar seu discurso, o republicano virou-se para os jovens que estavam no palanque e disse: “Vocês não têm que usar essas máscaras, honestamente, elas não estão resolvendo nada. Por favor, tire-as. Nós precisamos parar com esse ‘teatro covid’. Se vocês quiserem usar, tudo bem, mas isso é ridículo”. Constrangidos, alguns alunos removeram as coberturas faciais, outros as mantiveram.

Os jovens frequentam a escola pública Middleton High School, em Tampa (FL). Mais tarde, o superintendente educacional Addison Davis declarou que “é uma escolha individual e também dos pais proteger a saúde da maneira que achar mais apropriada”. 

A secretária de imprensa do governo estadual, Christina Pushaw, também deu uma declaração sobre o episódio. Por meio de nota, ela disse: “Não há ‘nenhuma evidência’ de que máscaras fazem diferença. Isso está claro há muito tempo. Após a Flórida banir o uso, o CDC parou de recomendar para a maioria dos americanos. O governador quer garantir que todos estejam cientes dos fatos”.

A oposição de DeSantis às medidas restritivas de combate ao coronavírus acontece desde o início da pandemia. Em setembro do ano passado, ele chegou a bloquear o envio de recursos do estado para os distritos escolares de Broward e Alachua por exigirem a proteção nas salas de aula. Além disso, cogitou entregar vouchers aos pais que discordam do uso de máscara nas escolas para que transferissem seus filhos para uma escola particular que não tivesse essa exigência, pago pelo estado. DeSantis também não poupa críticas ao infectologista da Casa Branca, Anthony Faucci, um defensor das coberturas faciais. No site da sua campanha à reeleição, ele listou camisas e bonés com frases tipo: “Como eu vou beber uma cerveja usando máscara?” e “Don’t Faucci my Florida”, em referência ao médico.