Jornalista mineiro radicado nos EUA lança livro em quatro continentes

Roberto Lima parte para sua segunda aventura literária com ‘Papoulas de Kandahar’

0
2833
Roberto Lima
Roberto Lima

DA REDAÇÃO – O jornalista Roberto Lima, 54 anos, editor-chefe do jornal ‘Brazilian Voice’, que circula em Newark (NJ), começa em 2017 a sua segunda aventura no ramo literário. Depois do sucesso de ‘Os Meninos de São Raimundo’, coletânea poética a quatro mãos com o parceiro de letras Bispo Filho, lançado em 2013, Lima agora apresenta a seleção de crônicas ‘Papoulas de Kandahar’, algumas inéditas, outras publicadas no ‘Brazilian Voice’.

O título do livro é uma alusão à flor de onde é extraída a resina usada como matéria-prima para o ópio e a heroína. “É a dualidade das coisas, a eterna batalha do bem contra o mal”, diz Lima.

Jornalista por profissão e escritor por vocação, Lima é mineiro de Pedra Corrida (MG), cidade a 200 km de Belo Horizonte, na região de Governador Valadares, de onde ele saiu para o mundo. Radicado há mais de trinta anos nos Estados Unidos, ele diz que finalmente está próximo de realizar o desejo de viver integralmente a sua paixão pela literatura. “Minha intenção é abraçar por completo a literatura, acho que está chegando a hora em que poderei me dedicar totalmente a ela”, diz o autor.

Antes de fundar o ‘Brazilian Voice’ Lima trabalhou em outras atividades típicas do imigrante brasileiro nos EUA, como lavador de pratos, garçom e, como ele próprio define, foi “o pior servente de pedreiro do mundo”. “Emigrei disposto a batalhar em qualquer coisa, mas dei sorte para enfim me estabelecer no jornalismo”, diz Lima.

‘Papoulas de Kandahar’ reúne crônicas escritas por ele durante os últimos três anos, com exceção de uma, em homenagem à filha do autor, Isabella, nascida em 2001. São cenas cotidianas, escritas com leveza, na boa tradição das crônicas de jornal – “pequenas e grandes aflições da alma humana, laços afetivos e recordações de infância”, nas palavras de Lima, que cita Rubem Braga e Luis Fernando Veríssimo como influências.

Lima vai percorrer uma verdadeira maratona literária por ‘Papoulas de Kandahar’, começando pelo lançamento do livro, no dia 21 de abril, em Newark. Em seguida, o autor parte para noites de autógrafo em outros quatro estados americanos. Depois é a vez do exterior, com lançamentos em Funchal, na Ilha da Madeira, e em várias cidades do Brasil e do mundo, como Ponta Delgada (Açores), Santiago de Compostela, Londres e Tóquio. A maratona termina em Araxá (MG), na FliAraxá, uma das mais importantes feiras literárias do Brasil.

‘Papoulas de Kandahar’ vai estar à venda nas livrarias Saraiva, no Brasil, e também poderá ser adquirido em qualquer parte do mundo pela Amazon

.