Jovem israelense-americano é preso em Israel por ameaças de bomba contra centros judaicos

Autoridades federais americanas investigam um aumento de ameaças contra organizações judaicas

0
1173
Homem é preso por ameaçar centros judaicos
Homem é preso por ameaçar centros judaicos

Um jovem com cidadania israelense e norte-americana foi preso em Israel nesta quinta-feira (23) por suspeita de ter realizado dezenas de ameaças falsas de bombas contra centros comunitários judaicos nos Estados Unidos, Austrália e Nova Zelândia. As informações são do G1.

O suspeito é um judeu de 18 anos de dupla nacionalidade, segundo um porta-voz policial. Os supostos motivos do jovem não estavam imediatamente claros.

Em audiência em tribunal próximo a Tel Aviv, a advogada de defesa do suspeito, Galit Bash, disse que o jovem possui um tumor cerebral, que “pode afetar seu comportamento, sua habilidade de entender certo e errado”, e disse que o pai do jovem também foi detido por ligação com o caso.

Onda de ameaças

Autoridades federais americanas investigam um aumento de ameaças contra organizações judaicas, incluindo mais de 100 ameaças de bombas em ondas distintas durante os últimos três meses, tendo como alvo centros comunitários judaicos em dezenas de Estados norte-americanos.

As ameaças geraram críticas do presidente norte-americano, Donald Trump, as quais alguns grupos judaicos viram como uma resposta inadequada de seu governo. Ele condenou o ataque em um importante discurso ao Congresso em fevereiro.

O secretário de Justiça dos EUA, Jeff Sessions, disse nesta quinta-feira que a prisão reflete a determinação do governo em processar aqueles que realizam crimes de ódio.

“Não iremos tolerar o direcionamento contra quaisquer comunidades neste país com base em suas crenças religiosas”, disse Sessions em comunicado.