Morador de Palm Beach entra com ação para obrigar uso de Ivermectina em esposa internada com covid-19

Medicação não tem autorização para ser usada em pacientes da covid-19 nos EUA; mulher teve que ser entubada após os sintomas da doença se agravarem

0
1840
Remédio é geralmente indicado como vermífugo para cavalos (foto: Pixabay)

Um morador de Loxahatchee, na Flórida, entrou com ação judicial no Palm Beach County Circuit Court para obrigar as autoridades de saúde a usarem Ivermectina para tratar sua esposa que está internada com covid-19.

A mulher deu entrada no Palm Beach Gardens Medical Center, em West Palm Beach, no dia 23 de agosto e, recentemente, teve que ser entubada após os sintomas da doença se agravarem.

Os registros do Tribunal dizem que ela foi medicada com o protocolo covid-19 utilizado pelo hospital que é o mesmo recomendado pela Organização Mundial de Saúde (OMS), e inclui o medicamento Remdesivir, esteróides e antibióticos. 

No entanto, sua condição não tem apresentado melhora. “Minha esposa está à beira da morte; ela não tem outra opção”, disse o marido Ryan Drock, de 41 anos.

Drock falou que ouviu relatos sobre pessoas que contraíram o coronavírus e, como sua esposa, ficaram gravemente doentes e foram curadas após tomar Ivermectina. 

No entanto, esta medicação nos EUA é geralmente indicada para combater parasitas em cavalos e não tem aprovação do U.S. Food and Drug Administration (FDA) para ser usada em pacientes da covid-19.

O marido se ofereceu para assinar um termo isentando o hospital de qualquer  responsabilidade caso o tratamento não funcione ou cause outros problemas, mas ainda assim os médicos recusaram.

Segundo ele, a mulher, que é professora na Egret Lake Elementary School em West Palm Beach e mãe de dois filhos pequenos, nunca apresentou problemas de saúde até contrair o vírus.

Ele disse que espera que o juiz da Corte do condado de Palm Beach, James Nutt, ouça seu apelo em uma reunião marcada para a próxima semana.