Mulher é presa por aplicar golpes em imigrantes indocumentados em Indiana

Ela prometia ‘green cards’ e legalização mediante o pagamento de taxas

0
3554
Judith Palma roubou mais de $ 274 mil de 171 vítimas
Judith Palma roubou mais de $ 274 mil de 171 vítimas

Uma mulher de Indianápolis, Indiana, foi condenada a 10 anos de prisão por comandar um esquema em que prometia green cards e legalização de imigrantes indocumentados por meio de pagamentos. O principal alvo de Judith Palma eram fieis de igrejas.

Judith atuava por meio de dois pastores de igrejas e prometia a legalização mediante uma taxa. Numa ocasião, ela recebeu $67.856 de 31 clientes, dizendo a eles que a quantia seria utilizada para conseguir a residência permanente. No total, Palma, que usava o nome de “Roma Smith”, roubou mais de $274 mil de 171 vítimas. Além de cumprir a pena, ela deverá ressarcir $274.113 às vítimas.

Como parte do esquema, Judith dizia às vítimas que tinha um contato chamado “Ms. Warner” que era advogada no Departamento de Imigração (ICE) em Indianápolis, segundo documentos apresentados no tribunal. Ela alegava que podia ajudar imigrantes indocumentados a receberem “os papéis” (green cards) e vários outros documentos migratórios.

Judith ganhava a confiança das vítimas durante encontros em igrejas locais. Até os pastores foram vitimados por ela, informaram os promotores públicos, pois ela usava a influência deles sobre a congregação para endossar seus serviços.

“Judith Palma tirou proveito de alguns dos membros mais vulneráveis e ingênuos da nossa comunidade”, disse o promotor. “As pessoas como Palma, que exploram a confiança e vulnerabilidade de vítimas assim, serão arduamente investigadas e condenadas. Eu congratulo os investigadores da Divisão de Jurados e os nossos intérpretes que trabalharam arduamente neste caso”.