‘Os vivos estavam muito fracos para se locomover’, dizem autoridades sobre imigrantes resgatados em caminhão no Texas

O caminhão era refrigerado, mas o ar condicionado não estava ligado e não havia sinal de água. A temperatura na caçamba do veículo onde os corpos foram achados ultrapassava os 100°F

0
1945
Policiais e bombeiros atuam no resgate aos imigrantes (foto: Reuters/Go Nakamura)

Subiu para 51 o número de mortos na tragédia envolvendo imigrantes trancados em um caminhão-baú em uma estrada de San Antonio, no Texas. Além dos 46 corpos achados na caçamba do veículo, cinco das 16 pessoas hospitalizadas com desidratação falecerem. Ao menos quatro crianças continuam internadas.

Em entrevista coletiva na tarde desta terça-feira (28), agentes do Department of Homeland and Security (DHS)disseram que este é o caso de tráfico humano mais mortal da história dos EUA. Todas as vítimas, segundo as autoridades, eram imigrantes que tentavam entrar de maneira irregular no país. Os 39 homens e 12 mulheres identificados até  o momento eram do México, Honduras e Guatemala.

De acordo com os oficiais, alguns corpos caíram da carreta quando a porta traseira se abriu. Os que estavam vivos estavam muitro fracos para se locomover. O caminhão era refrigerado, mas o ar condicionado não estava ligado e não havia sinal de água. Estima-se que a sensação térmica na caçamba do veículo ultrapassava os 100°F.

“Os pacientes que vimos estavam quentes, sofrendo de insolação e exaustão”, disse o comandante do corpo de bombeiros de San Antonio, Charles Hood.  Ele afirmou que 60 bombeiros foram acionados para fazerem o resgate, e que eles serão submetidos a um tratamento psicológico. “Não estamos preparados para abrir um caminhão e ver diversos corpos naqueles condições”, disse ele. Hood não soube informar há quantas horas eles estavam mortos.

O caminhão com os imigrantes foi abandonado perto de uma linha de trem no cruzamento das ruas Cassin Drive e Quintana Road. Um grito distante implorando por socorro levou um trabalhador de um trailer até o local. Na sequência ele ligou para o 911.

A avenida  é uma rota comum para indocumentados que cruzam a fronteira e seguem para o norte do país. Três pessoas foram detidas na segunda-feira por provável conexão com o crime. Ainda não se sabe as razões pelas quais eles abandonaram o veículo com o grupo. “Esperamos que os responsáveis por colocar estas pessoas em condições tão desumanas sejam processados em todo o rigor da lei”, declarou o prefeito de San Antonio, Ron Nirenberg.

O presidente Joe Biden também se pronunciou classificando a situação de “horrível e comovente”. Em comunicado, Biden afirmou que seu governo está trabalhando para reprimir essas redes de tráfico de imigrantes para os EUA.

Através das redes sociais, o Papa Francisco pediu orações pelas recentes tragédias envolvendo os indocumentados que se arriscam pelo sonho americano.  “Vamos orar juntos por esses irmãos e irmãs que morreram seguindo sua esperança de uma vida melhor; e para nós mesmos, que o Senhor possa abrir nossos corações para que esses infortúnios nunca mais aconteçam”, escreveu o religioso.