Passageiros de cruzeiros estão há quase um mês sem conseguirem desembarcar

Navios estão seguindo rumo à Flórida, mas o governo estadual não quer dar permissão por causa do coronavírus; em um dos navios, quatro pessoas estão mortas

0
1251
Cruzeiros foram impedidos de funcionar em março (foto: Pricess Cruises - divulgação)
Cruzeiros foram impedidos de funcionar em março (foto: Princess Cruises - divulgação)

“Navios de cruzeiro com passageiros infectados com o coronavírus não terão permissão para atracar em Fort Lauderdale (FL)”, declarou o governador da Flórida Ron DeSantis na terça-feira (31). “Deixar essas pessoas desembarcarem em um local onde há um grande número de casos não faz sentido”, disse o governador.

Dois navios, o Holland America’s Zandaam e o Rotterdam pediram permissão para atracar no Porto de Everglades, depois de serem recusados por diversos países. Os passageiros vivem um verdadeiro pesadelo há quase um mês indo de um lado para o outro tentando desembarcar. A expectativa é que os dois navios cheguem à Flórida na quinta-feira (2).

Um terceiro navio, o Pricess Cruises, deve chegar à Flórida no dia 4. Nele, diversos passageiros estão com sintomas de gripe, mas não fizeram testes para o coronavírus.

Segundo a Carnival Corp., responsável pelo Zandaam, quatro pessoas já morreram e duas pessoas precisam de tratamento médico urgentemente dentro do navio.

Os vereadores de Broward se reuniram para debater se permitem ou não que os navios poderão parar em Broward. Eles não chegaram a nenhum consenso.

Ron DeSantis disse que conversou com a Casa Branca para trazer profissionais de saúde e medicamentos para tratar os doentes. O Sul da Flórida tem 60% dos casos do Estado, que nesta quarta-feira (1) tem 6.741 casos e 181 mortes.