Polícia Civil investiga morte de torcedor no Mineirão

Testemunhas acusam seguranças de terem espancado o homem

0
1552
Torcedor morreu depois da partida entre Cruzeiro e Grêmio
Torcedor morreu depois da partida entre Cruzeiro e Grêmio

DA REDAÇÃO – O torcedor do Cruzeiro, Eros Dátilo Belizardo, morreu na noite de quarta-feira (26), após a partida entre Cruzeiro e Grêmio pela Copa do Brasil.  A Secretaria Municipal de Saúde (SMSA) de Belo Horizonte divulgou uma nota oficial em que confirmou que o torcedor já chegou ao pronto-socorro com múltiplos ferimentos. Eros deu entrada no hospital às 23h07 já sem vida e teve seu óbito declarado às 23h16.

“O paciente E.D.B deu entrada no Hospital Metropolitano Odilon Behrens às 23h07, encaminhado via ambulância privada que atende no Mineirão. O paciente chegou ao hospital já sem vida – apresentando múltiplos traumas – e o óbito foi oficialmente declarado às 23h16”, diz a nota.

A confirmação de que Eros apresentava ferimentos quando chegou ao hospital dá força à versão de algumas testemunhas. Inicialmente, a informação, horas depois do jogo, era de que o torcedor havia sofrido um infarto. Porém, testemunhas que estavam no setor em que o fato aconteceu alegam que o cruzeirense foi agredido por seguranças e ficou desacordado. Só então ele foi levado ao atendimento médico do Mineirão para, em seguida, ser levado para o hospital.

A Polícia Militar confirma que um dos seguranças tentou impedir que o torcedor mudasse de setor nas arquibancadas do Mineirão e que, por causa do tumulto formado, Eros começou a passar mal.

A Polícia Civil de Minas Gerais já abriu inquérito para apurar a morte. O corpo do torcedor foi levado para o Instituto Médico Legal (IML) e a previsão é de que seja liberado nesta tarde de quinta-feira. Só depois dos exames realizados pelo IML e pela perícia no local onde a confusão teria acontecido é que as causas da morte serão reveladas.