Pré-candidatos Democratas fazem primeiro debate na TV

0
1528

Da Redação, com G1 – Os pré-candidatos democratas à presidência dos Estados Unidos Hillary Clinton e Bernie Sanders dividiram a atenção da plateia do primeiro debate entre os cinco dos seis pré-candidatos democratas, realizado na noite desta terça-feira (13) pela CNN e pelo Facebook. Ao final do debate, Hillary Clinton foi considerada vencedora de acordo com a CNN.

Diferentemente da discussão entre os pré-candidatos republicanos realizada em setembro, neste debate os pré-candidatos não fizeram ataques diretos uns aos outros e mostraram opiniões harmônicas e abordagens respeitosas, mesmo discordando sobre alguns pontos dos assuntos abordados.

Também participaram do debate no hotel-cassino Wynn, em Las Vegas, os pré-candidatos Lincoln Chafee, ex-senador e ex-governador do estado de Rhode Island, Martin O’Malley, atual governador do estado de Maryland, e Jim Webb, ex-marine condecorado e ex-senador pelo estado da Virgínia.

A pré-candidata Hillary Clinton, que lidera em todas as pesquisas, foi aplaudida diversas vezes ao defender temas como a licença-maternidade e o acolhimento a imigrantes. Bernie Sanders, senador pelo estado de Vermont que cresce nas pesquisas, também arrancou aplausos da plateia em diferentes momentos, como os em que criticou o poder das empresas financeiras e defendeu universidade gratuita para todos.

Os dois pré-candidatos foram aplaudidos entusiasticamente de pé quando foi colocada em discussão a polêmica envolvendo os e-mails de Hillary, pelo uso de um servidor pessoal de e-mails durante sua gestão como chefe da diplomacia americana.

A pré-candidata se defendeu dizendo que o comitê que investiga o caso é composto por republicanos que pretendem derrubá-las nas pesquisas. Ela disse que a questão é legítima, que nunca se negou a responder nada sobre o assunto, mas que neste debate preferia falar sobre “o que povo quer de um novo presidente”.

Em seguida, Sanders disse que Hillary estava certa e que os norte-americanos estão cansados de ouvir sobre os emails dela. “Acho que a secretária está certa e que os americanos estão cansados de ouvir sobre seus malditos emails. Os americanos querem saber se vamos ter uma democracia ou uma oligarquia. Chega dos emails, vamos falar sobre problemas reais”, disse ele arrancando uma risada de Hillary. Então, os dois candidatos apertaram as mãos enquanto eram aplaudidos de pé.

O debate começou com a exibição de um vídeo do presidente Barack Obama apresentando conquistas de seus dois mandatos e pedindo votos aos democratas. Em seguida, a cantora Sheryl Crow cantou o hino nacional dos EUA.

Veja abaixo os principais temas abordados no debate:

Economia
O socialista Sanders defendeu em seu discurso o aumento do salário mínimo e a redução da desigualdade social, dizendo que “não é justo que a classe média pague todas as contas”. Ele condenou o comportamento ilegal de Wall Street, em que a fraude é padrão, e que teria ajudado a destruir a economia do país e a vida das pessoas. Ele diz que durante o governo de Bill Clinton foi contra a fusão de grandes bancos e que é preciso “quebrá-los”. “O Congresso não regula Wall Street, mas Wall Street controla o Congresso”, disse.

Ele foi elogiado por Chafee, que disse que é preciso separar os bancos dos “bancos cassinos” bilionários e defendeu uma mudança no sistema de taxas. Jim Webb também criticou os executivos de Wall Street, dizendo que eles não estão se arriscando tanto quanto a população está.

Porte de armas
Os pré-candidatos defenderam um controle do porte de armas. Hillary foi bastante aplaudida ao dizer que a violência “foi longe demais no país” e que 19 pessoas morrem por dia por causa de armas. Sanders também disse que é preciso abordar a questão da saúde mental, já que “milhares de pessoas” homicidas e suicidas não conseguem atendimento psicológico porque são muito pobres ou não têm plano de saúde.

Webb disse que o país não faz um bom trabalho em avaliar quem tem capacidade para ter uma arma e que a violência cai quando mais gente têm armas. Mas o pré-candidato também afirmou que é preciso dar oportunidade a pessoas que queiram defender suas famílias.

Racismo e imigração
Em mensagem gravada, um eleitor negro perguntou aos pré-candidatos a se as vidas dos negros importam, citando o slogan “black lives matter” que é reproduzido em confrontos raciais no país. Hillary e Sanders defenderam reformas no sistema carcerário, enquanto O’Malley falou sobre mudanças no sistema judiciário. Webb citou que foi alertado que estava cometendo suicídio político quando defendeu uma reforma do sistema penal em 2006.

Questionados sobre a situação de imigrantes nos EUA, os pré-candidatos mostraram posições parecidas a defender o acolhimento de estrangeiros na sociedade norte-americana. O’Malley, que estendeu os serviços de saúde e o acesso a universidades a imigrantes ilegais em Maryland, lembrou que os EUA são “uma nação de imigrantes” e criticou duramente o pré-candidato republicano Donald Trump, que tem um discurso anti-imigrantes.

Jim Webb, casado com uma refugiada do Vietña, e Hillary disseram que estenderiam serviços de saúde aos imigrantes. A pré-candidata foi aplaudida ao dizer que é completamente diferente ouvir o que estava sendo falado naquele palco e o que foi dito no debate entre os pré-candidatos republicanos, com mensagens de ódio e intolerância a imigrantes.

Ao final da discussão, O’Malley também ressaltou que o debate foi bem diferente do republicano e que “ninguém fez comentários racistas, denegriu mulheres ou ofendeu alguém por suas crenças religiosas”.