Professora é demitida por pedir Trump para deportar estudantes indocumentados

Georgia Clark, professora de uma high school no Texas, disse que a escola ‘está lotada de mexicanos sem documentos’; ela pensou que estava enviando mensagens privadas para o presidente, mas os tweets eram públicos

0
2898
Diretoria optou por dispensar professora acusada de racismo
Diretoria optou por dispensar professora acusada de racismo

Uma professora de high school no Texas postou diversas mensagens que pensava serem privadas para o presidente Trump no Twitter pedindo para deportar os estudantes indocumentados da escola onde lecionava. As mensagens, no entanto, eram públicas.

“Forth Worth (Texas) está lotada de estudantes ilegais vindos do México. Estou fazendo contato para pedir para que remova esses ilegais que estão em nosso sistema público educacional”, postou Georgia Clark, que foi demitida.

Clark é professora de inglês na escola Forth Worth Independent School District desde 1998.

A demissão da professora foi decidida depois de uma reunião da diretoria na terça-feira (4). Diversas pessoas viram os tweets da professora e se revoltaram.

O advogado da professora disse à CNN que vai lutar para que a professora seja recolocada na posição de professora, graças a um contrato assinado.

O superintendente da escola, Kent Scribner comentou o caso. “No meu julgamento profissional, o comportamento da professora foi inaceitável. Nossa missão como educadores é preparar os estudantes para a universidade, carreira e liderança comunitária”, disse.

Depois dos tweets, outras denúncias contra a professora vieram à tona. Ela é acusada de fazer comentários racistas sobre os estudantes.