Quarentena em casa

0
817
Quarentena

Prioridades…. os países que resolveram seguir a Itália na quarentena (após ridicularizarem esse extremismo italiano) usam alguns critérios para decidir o que seriam bens de primeira necessidade que devem ser mantidos disponíveis para a população e “supérfluos” que não devem ser vendidos. Aqui na Itália somente estão abertos supermercados, farmácias e postos de gasolina – e alguns estabelecimentos que vendem ferramentas e objetos necessários para a manutenção da casa. Ora pois….. mesmo em supermercados alguns produtos não devem ser vendidos, como toalhas, roupas íntimas e outros objetos. Cumé? Por que não posso comprar cueca??? Na loja aqui perto que vende material para casa, tipo Home Depot,  eles podem vender lâmpadas e alguns tipos de ferramentas, mas nada de material de jardinagem ou mesmo plantas. 

Os governos estão tentando (com razão) diminuir a contaminação, fazendo com que as pessoas fiquem o mínimo possível dentro desses estabelecimentos. Só que 99% destas pessoas estão sem poder trabalhar, confinadas em casa. Seria razoável deixá-las comprar algo para se se distrair, não? Qual seria o problema em alguém comprar algo para fazer em casa, no jardim ou mesmo no computador? Lojas de eletrônicos e de vídeo games estão fechadas! Aí dirão “é, mas a segurança dos funcionários?”. Uai, deem a liberdade para eles escolherem entre sair de casa para trabalhar ou ficar em casa e receber uma parcela do salário do governo (aqui na Itália é assim). Sem falar que uma empresa que consegue vender hoje provavelmente existirá no próximo semestre e manterá os empregos, situação imprevisível para todas as que permanecerem fechadas por meses…

A Amazon contratou centenas de milhares de pessoas mundo afora – contudo não dão prioridade de entrega para todos produtos, só os de “primeira necessidade”. A saúde é a maior preocupação de todos, mas a sanidade está bem colada em segundo lugar. Existe um limite do que podemos fazer em casa, e por mais que amemos quem vive conosco (esposas, maridos, filhos, parentes, etc) chegará um ponto em que o número de assassinatos chegará perto do número de mortos pelo vírus!

As redes sociais estão se enchendo de memes sobre o que acontecerá em pouco tempo, muita gente gorda e alcoólatra. Eu mesmo tenho que me controlar para não exagerar no vinho – pelo menos tenho isso disponível, já que nos EUA eles fecharam as “liquor stores”. Tentem tirar o vinho dos italianos e conseguirão uma guerra civil.  Faço parte de uma parcela com a sorte de estar confinado em uma casa confortável, onde posso praticar arco e flecha (até as flechas acabarem, não podem ser compradas online por serem itens supérfluos) e alguma jardinagem – o que compreende em tirar alguns matos e usar o soprador de ar pra limpar as folhas. Mas o que acontece com quem mora em um apartamento pequeno com familiares e não pode sair para nada além de comprar itens de primeira necessidade?

Mesmo não sendo muito religioso chegou a hora de rezar para as coisas voltarem ao normal, para que algum daqueles personagens de filmes apareça com uma solução miraculosa para o maior problema que a humanidade já enfrentou em tempos modernos. Cadê o Dr. House?