Quase um milhão de imigrantes foram detidos na fronteira no ano fiscal de 2019, afirma diretor do CBP

Número é 88% maior que no ano fiscal de 2018, período entre outubro de 2017 e setembro de 2018

0
988
Agentes da patrulha de fronteira no Rio Grande (Foto Divulgação CBP)
Agentes da patrulha de fronteira no Rio Grande (Foto Divulgação CBP)

O número de imigrantes detidos ou mandados de volta na fronteira dos Estados Unidos com o México entre outubro de 2018 e setembro de 2019 está próximo de alcançar um milhão, afirma o diretor do Customs and Border Protection (CBP), Mark Morgan. Esse número é 88% maior que o registrado no mesmo período em 2018.

“Não há sistema imigratório em nenhum país do mundo que consiga lidar com um número tão alto, nem mesmo o nosso”, disse Morgan.

Ele destaca que o número de apreensões caiu desde maio, quando 113 mil imigrantes foram impedidos de entrar nos EUA de forma ilegal. Em setembro, 52 mil pessoas foram presas ou mandadas de volta para o México.

Morgan creditou o número recorde de apreensões ao trabalho dos agentes da Patrulha de Fronteira e também da implementação de programas em conjunto com o México para coibir a chegada em massa de indocumentados querendo entrar nos EUA.

No mês passado, a Suprema Corte aprovou um pedido do governo de Donald Trump para aplicar plenamente uma nova regra que limitará os pedidos de asilo de imigrantes na fronteira com o México, um elemento crucial de sua rígida política imigratória. As informações são do G1.

O tribunal declarou que pode entrar em vigor a regra, que obriga a maioria dos imigrantes que pedem asilo a primeiro procurarem refúgio em um terceiro país que tenham atravessado a caminho dos EUA. A decisão foi tomada apesar de os litígios que contestam sua legalidade estarem em andamento.

O diretor destacou ainda que 71 milhas do tão falado muro na fronteira já foi construído e que outras 450 milhas serão levantadas até o final do ano que vem.