Seleção Brasileira fica no empate com Senegal em jogo sonolento

0
4427
Neymar fez seu 100º jogo pela Seleção Brasileira no amistoso contra Senegal em Singapura
Neymar fez seu 100º jogo pela Seleção Brasileira no amistoso contra Senegal em Singapura (Foto: Lucas Figueiredo/CBF)

Okay, entrar em campo às 11 horas da noite não é algo muito motivador para os jogadores – nem para os torcedores, é claro. Entretanto, a Seleção Brasileira poderia ter mostrado um futebol mais insinuante no amistoso disputado contra Senegal, na quinta-feira (10), em Singapura. 

A equipe que Tite colocou em campo no início da partida até começou bem, com 20 minutos empolgantes. Tanto que foi premiada com um belo gol. Coutinho deu um passe de trivela para Gabriel Jesus, que cortou seu marcador, e deixou Firmino livre na cara do goleiro Gomis. Com um leve toque por cima, o atacante do Liverpool anotou o gol de abertura do placar. 

O meio campo da Seleção Brasileira dominava as ações. Entretanto, pouco a pouco os senegaleses equilibraram a partida e conseguiram o empate graças à uma ótima jogada de Sadio Mané que driblou Marquinhos e obrigou o zagueiro brasileiro a cometer o pênalti. Diedhiou cobrou com categoria e deu números finais ao placar.

A partida contra Senegal marcou o jogo nº 100 de Neymar com a camisa verde-amarela. Porém, o craque do PSG não atuou bem e desperdiçou a única chance que surgiu ao ficar cara a cara com o goleiro senegalês e chutar em cima de Gomis. O amistoso também serviu para Tite testar Mateus Henrique e Renan Lodi, que tiveram pouco tempo para mostrar suas qualidades.

Assim, a Seleção Brasileira segue sem saber o que é vitória depois da conquista da Copa América em casa, em julho. O time comandado por Tite chegou a três partidas sem triunfar e é o terceiro tropeço seguido do Brasil, que havia empatado com a Colômbia e perdido para o Peru em setembro. O incômodo jejum de três jogos sem vencer é o maior em mais de seis anos. A última vez que isso aconteceu foi na virada de 2012 para 2013, quando a equipe chegou a ficar cinco partidas sem triunfar, sob os comandos de Mano Menezes e Luiz Felipe Scolari – na ocasião, perdeu para Argentina e Inglaterra e empatou com Colômbia, Itália e Rússia.

A seleção brasileira terá a chance de encerrar seu jejum de vitórias no próximo domingo (13), quando enfrentará a Nigéria em novo amistoso em Singapura. Depois, o time só volta a campo em novembro, para a última Data Fifa de 2019, quando enfrentará Argentina e Coreia do Sul.

Santos bate Palmeiras e se torna vice-líder

Gustavo Henrique abriu o caminho para vitória do Santos sobre o Palmeiras (Foto: Bruno Secco/Santos FC)
Gustavo Henrique abriu o caminho para vitória do Santos sobre o Palmeiras (Foto: Bruno Secco/Santos FC)

O Santos começou o jogo em alta rotação e com 20 minutos de jogo já estava com 2 a 0 a seu favor (gols de Gustavo Henrique e Marinho) na quarta-feira (9), na Vila Belmiro. Depois de construir a vantagem, a equipe santista diminuiu o ritmo e pouco permitiu ao Verdão, que ainda ficou com 10 jogadores em campo após a expulsão de William em jogada com Diego Pituca. 

A expulsão foi exagerada, talvez um cartão amarelo tivesse sido mais adequado. Todavia, a supremacia do time de Jorge Sampaoli sobre a equipe de Mano Menezes foi tão flagrante que pouca gente imagina que o Palmeiras pudesse conseguir alguma reação em um jogo no qual foi totalmente dominado.

Com o resultado, o Santos – que vem de três vitórias seguidas – alcançou 47 pontos, assim como o próprio Palmeiras. No entanto, tornou-se vice-líder por ter obtido até aqui 14 vitórias contra seu rival paulista. Quem agradeceu o resultado foi o Flamengo, pois manteve uma boa vantagem aos seus perseguidores mais próximos. Na quinta-feira (10), enfrentou o Atlético-MG no Maracanã, mas infelizmente esta edição já estava fechada.

O Palmeiras tentará a reabilitação no sábado (12) quando enfrenta o Botafogo diante de sua torcida em São Paulo. Já o Santos vai a Porto Alegre no domingo (13) enfrentar o Internacional.

Continua a via crucis do Cruzeiro

Fred teve yum gol anulado pelo VAR na partida contra o Fluminense. (Foto: Bruno Haddad/Cruzeiro)
Fred teve yum gol anulado pelo VAR na partida contra o Fluminense. (Foto: Bruno Haddad/Cruzeiro)

Cruzeiro e Fluminense ficaram no 0 a 0, na noite de quarta-feira (10), no Mineirão, pela 24ª rodada do Campeonato Brasileiro. O VAR (árbitro de vídeo) teve participação decisiva para anular um gol cruzeirense. O resultado mantém dramática a situação da Raposa na tabela, na antepenúltima colocação, com 21 pontos. O Tricolor carioca foi a 26, abrindo três do Z-4. 

Sem vencer há sete rodadas no Brasileirão – quatro derrotas e três empates -, o Cruzeiro busca desesperadamente uma vitória. Com Abel Braga, o time não venceu ainda, sendo três jogos liderados pelo novo treinador. Diante do Fluminense, era um duelo direto para a fuga do rebaixamento. Com apenas um ponto somado, a Raposa se mantém no Z-4, tendo a vitória do CSA diante do Inter como prejudicial, e a derrota do Ceará perante o Grêmio sendo resultado positivo.

Depois de frequentar o grupo dos quatro últimos colocados e se preocupar seriamente com a degola, o Fluminense respira um pouco na tabela. A equipe vem de boa sequência no Brasileiro, com três vitórias, dois empates e uma derrota nos últimos seis jogos. Com Marcão no papel de treinador, o time está invicto há três jogos. No Mineirão, conquistou um resultado positivo, diante de tantos desfalques e atuando fora de casa contra um concorrente direto na parte inferior da tabela.

A 25ª rodada do Brasileirão será disputada no próximo fim de semana. No sábado (12), o Fluminense recebe o Bahia, no Maracanã, no Rio de Janeiro. No domingo, o Cruzeiro entra em campo contra a Chapecoense, na Arena Condá, em Chapecó.

Botafogo vence Goiás e espanta má fase

João Paulo anotou o segundo gol do Botafogo na vitória sobre o Goiás (Foto: Vitor Silva/Botafogo)
João Paulo anotou o segundo gol do Botafogo na vitória sobre o Goiás (Foto: Vitor Silva/Botafogo)

Na estreia do técnico interino, Bruno Lazzaroni, o Botafogo encerrou jejum de cinco jogos (com quatro derrotas consecutivas) com vitória por 3 a 1 sobre o Goiás na quarta-feira (9), no Nilton Santos. Todos os gols foram anotados pelo alvinegro. Gabriel, João Paulo e Valencia marcaram a favor. Marcelo Benevenuto, contra, fez o dos visitantes.

O Fogão abdicou da posse de bola (teve apenas 38% no jogo), marca de Eduardo Barroca, mas chamou atenção pela efetividade. Mais uma vez finalizou pouco, mas dessa vez foi efetivo. Das 11, sete foram chances reais, e três foram convertidas. Um alento depois de sequência muito negativa.

Agora com 30 pontos, o Botafogo, 12º colocado, enfrenta o Palmeiras no próximo sábado (9), no Allianz Parque. No mesmo dia, o Goiás, que segue com 33, recebe o CSA no Serra Dourada.

Inter é derrotado e Odair pode ser demitido

Nico Lopez foi o único a jogar bem na derrota do Inter para o CSA. (Foto: Ricardo Duarte/Internacional)
Nico Lopez foi o único a jogar bem na derrota do Inter para o CSA. (Foto: Ricardo Duarte/Internacional)

No estádio Rei Pelé, o CSA confirmou o bom momento dentro de casa e derrotou o Internacional por 1 a 0. Com o placar, o Azulão chegou aos 25 pontos e aparece na 16ª posição. O Colorado está na 6ª posição, com 38 pontos. Na próxima rodada, o CSA visita o Goiás, no Serra Dourada. Já o Internacional encara o Santos, no Beira-Rio.

O Internacional teve o controle da etapa inicial. Com o meio-campo ativo, o Colorado não deixava o CSA criar nada e assustou duas vezes com Rodrigo Lindoso, que chegou a balançar a trave alagoana em chute de fora da área. Presente no campo de ataque, o Colorado marcou dois gols com Guilherme Parede, mas o VAR anulou corretamente devido a posição irregular.

Na etapa final, o CSA voltou um pouco mais disposto a incomodar o Colorado e chegou a assustar o time gaúcho com cruzamentos. No primeiro, Alecsandro mandou por cima do gol. No segundo lance, Jonatan Gomez dominou na grande área e bateu para fora. Aos 18 minutos, o Azulão ganhou um prêmio por tentar buscar mais o gol. Dawhan avançou com a bola e só foi parado por Uendel dentro da área. O árbitro deu pênalti e irritou os Colorados. Na cobrança, Jonatan Gomez bateu forte no canto direito e abriu o marcador. Depois, foi só fechar os espaços para consumar a vitória.

Chape perde em Fortaleza e segue na lanterna

Chapecoense é derrotada pelo Fortaleza e continua na lanterna. (Foto: Chapecoense)
Chapecoense é derrotada pelo Fortaleza e continua na lanterna. (Foto: Chapecoense)

Na luta contra o rebaixamento, o Fortaleza recebeu a Chapecoense no Castelão e levou a melhor na noite de quarta-feira (9), em duelo válido pela 24ª rodada do Campeonato Brasileiro. Wellington Paulista colocou a famosa “lei do ex” em ação e marcou os dois gols da partida. O resultado levou a equipe cearense à 13ª posição da tabela, enquanto os visitantes amargaram mais um tropeço e a lanterna da competição nacional.

Artilheiro do Fortaleza na Série A, Wellington Paulista marcou os dois gols da partida. Primeiro, aos quatro minutos do segundo tempo, o atacante cobrou a penalidade sofrida por Romarinho e balançou a rede de João Ricardo. Aos 35, aproveitou o passe de Felipe para chutar com tranquilidade e ampliar. O último clube de WP9 antes de acertar com o Fortaleza foi a Chapecoense.

Na próxima rodada, a 25ª da Série A, Fortaleza e Chapecoense entram em campo no domingo, 13 de outubro. O clube cearense enfrenta o Vasco da Gama, às 16h, em São Januário, a Chape recebe o Cruzeiro na Arena Condá.

Grêmio bate Ceará e entra na briga pela Libertadores

Maicon anotou o segundo gol de pênalti e recoloou o Grêmio na briga. (Foto: Lucas Uebel | Grêmio FBPA)
Maicon anotou o segundo gol de pênalti e recolocou o Grêmio na briga. (Foto: Lucas Uebel | Grêmio FBPA)

Depois de duas rodadas, o Grêmio voltou a vencer no Campeonato Brasileiro. O time gaúcho bateu o Ceará por 2 a 1, na noite de quarta-feira (9), no Estádio Centenário, em Caxias do Sul, e colou no G-6. Os gols foram marcados por Pedro Geromel e Maicon, enquanto Fabinho descontou, tudo no primeiro tempo. Com o resultado, o Ceará entrou na zona de rebaixamento e chega a 10 jogos sem vencer na competição. O jogo ocorreu na Serra Gaúcha porque a Arena gremista recebeu o show da banda Iron Maiden.

Na próxima rodada, O Grêmio encara o Atlético-MG, no domingo (10), no Independência, enquanto o Ceará fica com 23 pontos e cai para a 17ª posição por causa da vitória do CSA sobre o Inter. São três derrotas consecutivas no Brasileirão. No domingo, recebe o Avaí no Castelão.

Empate entre tricolores em Salvador

Nem com apoio de torcida, o Bahia conseguiu vencer o São Paulo na Fonte Nova. (Foto: Felipe Oliveira/Bahia)
Nem com apoio de torcida, o Bahia conseguiu vencer o São Paulo na Fonte Nova. (Foto: Felipe Oliveira/Bahia)

Bahia e São Paulo empataram por 0 a 0 na noite de quarta-feira (9), na Fonte Nova, pela 24ª rodada do Campeonato Brasileiro. Os lances de emoção foram raros no duelo de tricolores em Salvador. Do lado do Bahia, Roger Machado teve dificuldades para fazer o time jogar ao seu estilo, enquanto do lado do São Paulo Fernando Diniz conseguiu colocar mais a sua cara no time, mas ainda sem efetividade. Pato teve nos pés a melhor chance do jogo, no começo do segundo tempo. Ao final da partida, a torcida dos donos da casa vaiou a atuação da equipe. 

A igualdade na Fonte Nova fez o Bahia, agora com 38 pontos, cair para a oitava colocação. O time foi ultrapassado pelo Grêmio nos critérios de desempate. Já o São Paulo, agora com 40 pontos, se manteve na quinta colocação.

Antes de a bola rolar na Fonte Nova, torcedores organizados do Bahia jogaram uma bomba na área destinada aos torcedores do São Paulo. Crianças foram feridas.

Na 25ª rodada do Brasileirão, o Bahia vai até o Rio de Janeiro, no sábado (12), para enfrentar o Fluminense, no Maracanã. Já o São Paulo recebe o rival Corinthians, no domingo (13), no Morumbi.