Seleção Brasileira realiza os últimos amistosos de 2018

0
2025

Particularmente, sou contrário aos jogos amistosos em anos de Copa do Mundo. Depois do clímax atingido pela competição, a realização de amistosos serve apenas para fins publicitários e em nada contribui para se medir sistema de jogo, estratégia e espírito coletivo. Na verdade, não passam de caça-níqueis cujo objetivo é apenas mostrar ao público pagante atrações com destaque para jogadores de primeiro nível como Messi, Cristiano Ronaldo e. no caso brasileiro, de Neymar. Aliás, a venda dessas partidas amistosas a um grupo de investidores serviu para encher os bolsos de alguns cartolas – e os compromissos precisam ser honrados.

Descontando-se essa análise filosófica, vamos ao que interessa. A comissão técnica comandada por Tite tem usado estas partidas como laboratório para testar alguns novos jogadores, ratificar aqueles que já estavam no grupo e até mesmo recuperar outros que não foram tão bem na Copa do Mundo da Rússia, porém, reúnem potencial para superar o mau momento. O caso mais flagrante é o de Gabriel Jesus, que surpreendeu positivamente ao se tornar artilheiro do Brasil nas Eliminatórias, após ter sido convocado pela primeira vez por Tite, entretanto, decepcionou nos gramados russos por ter sido o primeiro centroavante do Brasil a não marcar um gol sequer durante uma Copa do Mundo.

Agora, terá uma nova chance para mostrar seu talento. Gabriel Jesus, reserva de Sergio Aguero no Manchester City, recentemente fez três gols na vitória de seu time contra Shaktar Donetsk pela Liga dos Clubes Campeões da Europa.

A lista dos convocados para os amistosos contra Uruguai, no dia 16, e Camarões, no dia 20, são:

Goleiros

  • Alisson – Liverpool
  • Brazão – Cruzeiro
  • Éderson – Manchester City

Defensores

  • Danilo – Manchester City
  • Dedé – Cruzeiro
  • Fabinho – Liverpool
  • Filipe Luís – Atlético de Madrid
  • Marcelo – Real Madrid (cortado por lesão, foi substituiído por Alex Sandro – Juventus)
  • Marquinhos – PSG
  • Miranda – Inter de Milão
  • Pablo – Bordeaux

Meio campistas

  • Allan – Napoli
  • Arthur – Barcelona
  • Casemiro – Real Madrid
  • Paulinho – Guangzhou Evergrand
  • Philippe Coutinho – Barcelona (cortado por lesão, foi substituiído por Renato Augusto – Beijing Guoan)
  • Walace – Hannoverscher

Atacantes

  • Douglas Costa – Juventus
  • Firmino – Liverpool
  • Gabriel Jesus – Manchester City
  • Neymar Jr – PSG
  • Richarlison – Everton
  • Willian – Chelsea

Palmeiras com a mão na taça

A vitória do Palmeiras sobre o Fluminense na quarta-feira (14) por 3 a 0 – gols de Borja, Felipe Melo e Luan – colocou mais um tijolo na escada para chegar ao título de campeão brasileiro de 2018. O Verdão aproveitou o fato de jogar no Allianz Parque (que teve a recolocação do gramado em tempo recorde) e, com apoio de sua torcida, obteve a 14ª vitória sob o comando de Luiz Felipe Scolari. Vale lembrar que
Roger Machado foi demitido após a derrota do Alviverde paulista para o Fluzão no Rio de Janeiro. Descontentes com a inconstância da equipe, os diretores do Palmeiras decidiram contratar Felipão. Esta ação rendeu frutos, porque o Palmeiras está invicto no Brasileirão (14 vitórias e 5 empates) e bem perto de conquistar seu décimo campeonato brasileiro.

Muita gente tem criticado o Palmeiras por “apenas” ter (provavelmente) conquistado o Brasileirão em razão do investimento feito pelo clube e pelos jogadores de seu elenco. Ora, se ser praticamente campeão brasileiro, ter chegado às semifinais da Copa Libertadores da América e Copa do Brasil e finalista do Campeonato Paulista for sinônimo de fracasso, fico a imaginar o que seria sucesso? Claro que muita gente, sobretudo torcedores palmeirenses, sonhavam com os títulos em todas competições, porém, isto é bem difícil para qualquer equipe. Além disto, foi prejudicado pela arbitragem na final do Paulistão e na semifinal da Copa do Brasil. Entretanto, o saldo de 2018 é bem positivo, ressalvando-se ainda que o Palmeiras chegou às finais nas categorias Sub 11, Sub 13, Sub 15, Sub 17 e Sub 20! O líder Palmeiras jogará no domingo (18) contra o Paraná em Londrina e o Fluminense fará um jogo tenso com o Ceará na segunda-feira (19).

Corinthians em crise

Enquanto o Palmeiras vive excelente fase, o arquirrival Corinthians passa por um período de incerteza. O time está em 13º lugar, com 40 pontos (30 atrás do líder Palmeiras) e namora com a Zona do Rebaixamento. Dificilmente o Alvinegro paulista cairá para a Série B porque há equipes piores e a rodada de quarta-feira (14) ajudou bastante. Vamos comentar os outros jogos que favoreceram o Timão que foi derrotado no Mineirão pelo Cruzeiro por 1 a 0, gol de David. Além disto, o volante Douglas foi expulso no final do primeiro tempo, deixando a equipe paulista com um jogador a menos, a exemplo do que havia ocorrido no clássico contra o São Paulo com Araos que também havia sido expulso no final da primeira etapa. Ou seja, os nervos estão à flor da pele e isto pode ser prejudicial nos quatro jogos restantes. O próximo compromisso do Timão é contra o Vasco da Gama em São Paulo, enquanto Cruzeiro – que somente cumpre tabela no Brasileirão – enfrentará o São Paulo no Morumbi.

Vasco da Gama cede empate no final

O Vasco da Gama que corre sério risco de cair para a Série B pela quinta vez desperdiçou uma ótima oportunidade de fugir da incômoda posição. O Gigante da Colina vencia a partida em São Januário na quarta-feira (14) com o gol de pênalti marcado por Thiago Galhardo. Porém, nos acréscimos, o Atlético-PR arrancou o empate com o gol de Léo Pereira e frustrou a torcida vascaína que lotou o estádio. No sábado (17), o Vascão terá um jogo dramático contra o Timão em São Paulo, porque ambos precisam desesperadamente da vitória. Já o Furacão receberá o Vitória na Arena da Baixada no duelo de Rubro-Negros com perspectivas diferentes: Atlético-PR ainda luta por vaga na Pré-Libertadores e está perto da final da Copa Sul-Americana enquanto o Vitória tenta sair do Z4.

Atlético-MG vence a primeira com Levir Culpi

Enfrentar o Paraná é certeza de vitória para o adversário. Na quarta-feira (14), não foi diferente. O Galo derrotou o Paraná Club no Durival Britto com gol de Fábio Santos. O triunfo atleticano foi o primeiro sob o comando do técnico Levir Culpi, marcando o fim de um jejum de seis partidas do time na competição. Com os três pontos, o Atlético-MG chegou aos 50 e garantiu permanência no G-6 por mais esta rodada. O Paraná, por sua vez, volta a ser derrotado após conquistar um empate e uma vitória nos últimos dois jogos. O time, já rebaixado, tem 21 pontos e está na lanterna. O próximo compromisso do Galo será no sábado (17) em Belo Horizonte contra o Bahia, enquanto o Paraná Club receberá o líder Palmeiras em Londrina.

Bahia bate Ceará em Salvador

De um lado, o Bahia almejando os três pontos para alcançar voos mais altos na Série A; do outro lado, um Ceará sedento pelo triunfo para deixar o Z-4 longe. A resultado disso foi um bom jogo entre os times nordestinos. Na primeira etapa, emoção: o Ceará saiu na frente e o Tricolor buscou o empate. Já no segundo tempo, um confronto mais morno, coroado pela mística do Bahia, à qual o torcedor está acostumado: o Tricolor controlou as ações, procurou espaços na defesa adversária e, no apagar das luzes, com um golaço de letra, Edigar Junio virou o placar na Fonte Nova. O Bahia volta a campo no sábado (17), quando enfrenta o Atlético-MG no Independência. O Ceará pega o Fluminense no Maracanã, em partida marcada para a segunda-feira (19).

Empate ruim para os dois

O único resultado que não interessava nem ao Sport e nem ao Vitória aconteceu na Ilha do Retiro. O placar não saiu do zero e o empate teve um gosto amargo para os dois rubro-negros. As duas equipes terminam o jogo do mesmo jeito que começaram, separadas por dois pontos. Os pernambucanos estão na 15ª posição, com 38 pontos e os baianos ainda no Z-4, em 18º, com 36. Choques entre rubro-negros. O Vitória terá um difícil compromisso em Curitiba no sábado (17) e o Sport Club do Recife receberá o Flamengo na Ilha do Retiro, no domingo (18).