Tarsila do Amaral ganha exposição no MoMA em New York

Serão 130 trabalhos expostos que incluem pinturas, desenhos, sketchbooks, fotografias e outros documentos histórios que mostram suas coleções ao redor da América Latina, Europa e Estados Undios

0
3803
Obra “Operários” de 1933
Obra “Operários” de 1933

Desde o dia 11 de fevereiro, a exposição Tarsila do Amaral: Inventing Modern Art in Brazil, em homenagem à grande artista brasileira, está aberta para visitação no The Museum of Modern Art (o MoMA) em Nova York. Esta é a primeira mostra da emblemática Tarsila nos Estados Unidos e transitará nas diversas fases do seu trabalho: decolando em seus primeiros trabalhos de 1920, sobrevoando nas pinturas modernistas que fez no Brasil e aterrisando em suas obras com caráter social.

Serão 130 trabalhos expostos que incluem pinturas, desenhos, sketchbooks, fotografias e outros documentos histórios que mostram suas coleções ao redor da América Latina, Europa e Estados Undios — todas com curadoria de Luis Pérez-Oramas, ex-curador do Estrellita Brodsky da arte da América Latina (The Museum of Modern Art), Stephanie D’Alessandro, ex-curadora da Gary C. and Frances Comer da arte moderna internacional (Art Institute of Chicago) e Karen Grimson, que atua no departamento de desenhos e pinturas do MoMA.

A exposição fica em cartaz até 3 de junho de 2018.

A artista brasileira Tarsila do Amaral (1886-1973), cuja obra representa um capítulo importante do modernismo latino-americano. Amaral é considerada uma das maiores artistas brasileiras do século XX, e a exposição seguirá seu percurso desde sua infância no interior de São Paulo e seus estudos de arte em Paris até seu regresso ao Brasil, onde assentou seu estilo de “linhas sintéticas e volumes sensuais para representar paisagens e cenas vernáculas em uma rica paleta de cores”, disse o MoMA em um comunicado.