Trinta e dois mil menores da América Central recebem ordens de deportação

Dos 51.723 casos de asilo de menores apresentados e examinados pelas cortes de imigração entre julho de 2014 e abril de 2016, só 22.548 tiveram representação legal (43.5%)

0
4992
Família de imigrantes detidos na fronteira entre EUA e México
Família de imigrantes detidos na fronteira entre EUA e México

As cortes de imigração emitiram, em um período de 22 meses, quase 32 mil ordens de deportação relacionadas com menores imigrantes desacompanhados e acompanhados detidos na fronteira entre Estados Unidos e México.

Um relatório do Gabinete Executivo de Assuntos de Imigração do Departamento de Justiça revelou que entre 18 de julho de 2014 e 26 de abril de 2016, o Gabinete Executivo de Análise de Casos de Imigração (EOIR, em suas siglas em inglês) recebeu 108.115 casos. Deste total, 51.723 (equivalente al 47,8%) foram resolvidos e 59.239 (52,2%) ainda estão pendentes.

Em 20 de novembro de 2014 o Departamento de Segurança Nacional (DHS, na sigla em inglês) publicou um memorando para notificar as novas prioridades de deportação. A lista inclui os indocumentados que entraram no país depois de 1º de janeiro de 2014, não se encaixam na solicitação de asilo e receberam uma ordem de deportação.

As organizações nacionais que defendem os direitos dos imigrantes advertem que as milhares de ordens de deportação emitidas nos últimos 22 meses são o principal alvo das batidas do Órgão de Imigração e Alfândega (ICE, na sigla em inglês) iniciadas no primeiro fim de semana de janeiro.

A crise imigratória na fronteira sul irrompeu em 2 de junho de 2014 quando o presidente Barack Obama disse que no ano fiscal desse ano a Patrulha Fronteiriça havia detido mais de 46.000 crianças indocumentados provenientes do México e América Central que fugiram de seus países em busca de asilo.

O DOJ explicou que a partir de 18 de julho de 2014 o EOIR começou a registrar os dados relacionados com a onda de imigrantes detidos na fronteira sul dos Estados Unidos que foram recolhidos pelo Departamento de Segurança Nacional (DHS, na sigla em inglês) e classificou os detidos em quatro categorias:

UC: Crianças não acompanhadas (Unaccompanied children);

AWC/ATD: Adultos com crianças que foram liberadas sob alternativas à detenção (Adults with children who are released on alternatives to detention);

AWC/D: Adultos com crianças que estão detidos (Adults with children who are detained);

RBC/D: Imigrantes clandestinos recentes que estão detidos (Recent border crossers who are detained).