Trump interrompe reunião com Democratas e diz que é ‘impossível negociar’

Presidente interrompe abruptamente reunião sobre plano de infraestrutura depois de a líder democrata Nancy Pelosi o acusar de 'acobertamento'

0
1300
Trump é o favorito para as eleições 2020 de acordo com pesquisa da CNN (Foto: Flickr)
Trump é o favorito para as eleições 2020 de acordo com pesquisa da CNN (Foto: Flickr)

O presidente Trump saiu abruptamente de uma reunião com líderes do Partido Democrata na tarde de quarta-feira (23), alegando ser ‘impossível negociar’. A rodada entre membros do gabinete e a liderança Democrata estava marcada para discutir um plano de obras de infraestrutura avaliado em 2 trilhões de dólares. Mas, em vez de falar sobre estradas e pontes, Trump acusou a líder da maioria democrata na Câmara, Nancy Pelosi, de ter dito algo “terrível” sobre ele.

Antes de ir a Casa Branca, Pelosi havia se reunido com um grupo de deputados de seu partido para discutir a crescente pressão para iniciar um processo de impeachment na Câmara. Ela saiu da reunião e declarou que o presidente, sob investigação em vários comitês, estava envolvido no “acobertamento” de malfeitos e, por isso, negara a entrega de documentos da Casa Branca e de seus negócios.

Trump deixou a sala de reuniões depois de apenas três minutos, antes mesmo que Pelosi tivesse tempo de responder, e foi direto ao Jardim de Rosas, onde já havia um pódio preparado com cartazes. Lá, disse: “Eu não acoberto nada.” E culpou os democratas de tornarem impossível a negociação com ele sobre infraestrutura porque está sob investigação. “Não posso negociar com eles, até que essas alegações falsas contra mim cheguem ao fim”.