Trump vai premiar países da América Central pelo combate à imigração ilegal

A Casa Branca afirmou que esses países trabalham para impedir o tráfico de pessoas

0
778
Secretário Pompeu: benefício restabelecido (Foto: Gage Skidmore/Flickr)
Secretário Pompeu: benefício restabelecido (Foto: Gage Skidmore/Flickr)

O governo americano vai dar assistência na área de segurança para Guatemala, El Salvador e Honduras, na América Central. O presidente Donald Trump firmou acordos migratórios com os três países, que têm altos índices de violência e de onde saiu boa parte da imigração clandestina, agora em queda.

O anúncio foi feito na quarta-feira. A Casa Branca afirmou que esses países trabalham para impedir o tráfico de pessoas em momento de queda na detenção de imigrantes na fronteira com o México, após recorde atingido em maio, quando foram barradas 144 mil pessoas. Já em setembro, o número caiu para 52 mil.

O secretário de Estado, Mike Pompeo, informou ao Congresso a intenção de retomar a colaboração: “No início do ano, pedi que interrompessem a ajuda a esses países até que seus governos adotassem medidas para reduzir o grande número de imigrantes em direção à fronteira americana. Agora, para permitir maior progresso nos esforços desses países, alguns fundos específicos serão retomados”.