A versatilidade como marca registrada – Voz suave de Adriana Mezzadri está em horário nobre na tevê

0
1069

A reapresentação da minissérie ‘A Casa das Sete Mulheres’ é um duplo presente para a comunidade brasileira nos Estados Unidos: além da oportunidade de acompanhar uma dos maiores sucessos da teledramaturgia nacional, a produção de Jayme Monjardim coloca, mais uma vez, o talento e a voz suave e versátil de Adriana Mezzadri em destaque. Afinal, a cantora peruana-brasileira tem participação nas principais canções do programa, seja como autora ou como intérprete.

“A minissérie teve um papel fundamental na minha carreira, tanto que hoje, mais de seis anos depois, ainda recebo de pessoas do mundo todo mensagens carinhosas e parabéns”, destaca Adriana, que esta semana esteve no sul da Flórida, de visita. O fato de ser considerada a voz da trilha sonora da ‘Casa’ tem explicação: ela interpretou, além do tema de abertura, outras quatro canções – ‘Sete Vidas’, ‘Do Amor e da Guerra’, ‘Te Tengo Miedo’ e ‘Flauteando’, as duas últimas de autoria própria. “O mais curioso é que muita gente duvida que trata-se de uma mesma intérprete”, diz Adriana, que em ‘Flauteando’ reproduz com a própria voz o som da quena, instrumento musical de sopro, originário da região andina.

A carreira da cantora não se resume somente aos sucessos antigos. Adriana anunciou que entre seus projetos imediatos está o começo das filmagens de um documentário baseado na sua carreira e idealizado pelo cineasta brasileiro Pico Garcez. “A idéia é percorrer os locais que explicam a minha trajetória de vida, desde o Guarujá, onde meus pais se conheceram, até a Cordilheira, que me serviu de inspiração para muitas canções”, adianta a artista, filha de pai brasileiro e mãe peruana.

Esta diversidade fica bem clara nos trabalhos de Adriana, um dos principais nomes da nova safra de músicos peruanos, que modernizaram e internacionalizaram a cultura regional andina com a fusão de sons e instrumentos. No filme de Garcez ela deve incluir as canções que refletem as influências que recebeu dos seus “dois países”.

E tudo isso acontece num momento especial para Adriana, que em 2010 completa 10 anos de carreira-solo e do lançamento do primeiro CD, ‘Marcas de Ayer’. Por isso ela vai lançar um novo álbum, ‘Paralelo’, com suas composições que falam sobre as diversas fases do relacionamento, desde o amor platônico até ao encontro das almas-gêmeas. Para acompanhar detalhes sobre a cantora, a melhor pedida é acessar o site www.adrianamezzadri.com.br, onde também é possível ouvir algumas de suas canções.