Ação de Adiamento (Deferred Action) começa na semana que vem

0
581

Escritório de Advocacia Wites & Kapetan analisa nova medida do Departamento de Segurança Nacional (DHS)

*Manuela Behnke

Com a chegada do dia 15 de agosto de 2012, data de implementação dos regulamentos da nova deferred action (ação de adiamento) DREAM, o Departamento de Serviços de Cidadania e Imigração dos EUA (USCIS) anunciou quais são as informações necessárias preliminarmente sobre o processo. Os candidatos — incluindo indivíduos já em processo de deportação, indivíduos com ordens finais de remoção e indivíduos que não tiveram contato com o USCIS — poderão entrar com pedido para o deferred action em ou após 15 de agosto de 2012.

O USCIS anunciou os seguintes procedimentos:

Um formulário será disponibilizado, o formulário foi criado especificamente para a finalidade de apresentação de pedidos de deferred action;
As aplicações não devem ser submetidas antes do dia 15 agosto de 2012. As solicitações apresentadas antes do prazo serão rejeitadas;
O formulário deve ser enviado com um pedido de autorização de trabalho e todas as taxas aplicáveis;

Os candidatos serão obrigados a fornecer dados biométricos, como impressões digitais, e terão que se submeter à verificação de antecedentes (antecedentes criminais).

Como já havia sido anunciado, os indivíduos serão considerados qualificados para o adiamento se (1) têm, pelo menos, dezesseis anos de idade, mas não mais que 30, (2) foram trazidos para os EUA antes de completarem 16, (3) terem vivido nos EUA por pelo menos cinco anos contínuos antes de sua aplicação, e (4) estarem atualmente matriculados na escola, terem completado o ensino médio, receberam um GED, ou terem sido dispensados das forças armadas. Os potenciais candidatos condenados por um crime ou infração penal, condenados por vários delitos, ou que apresentam alguma outra ameaça à segurança nacional não serão elegíveis.

O USCIS advertiu que os candidatos em potencial devem estar cientes de que há probabilidade de pessoas ou organizações tentarem aplicar golpes de imigração, e pediu aos requerentes que contratem advogados qualificados se necessitarem de assistência com as suas solicitações. Os sócios Marc Wites e Alex Kapetan de Wites & Kapetan, PA, confirmaram que sua empresa está pronta.