Adeus ao pastor Fanini será no dia 3 de outubro

0
1276

Cerimônia acontecerá na Igreja Batista Memorial de Niterói

Falecido no último fim de semana em Houston, no Texas, o pastor Nilson do Amaral Fanini receberá dos seus fiéis no Brasil uma última homenagem no próximo dia 3 de outubro: o corpo do religioso, que foi presidente da Aliança Batista Mundial na década de 90 e era conhecido como o ‘Billy Graham brasileiro’, foi cremado nos Estados Unidos e a viúva levará as cinzas para um culto de ação de graças na Igreja Batista Memorial, em Niterói (Rio de Janeiro).

O pastor Fanini tinha 77 anos e sofreu um derrame cerebral quando visitava familiares no Texas. No dia 17 de setembro ele foi internado em coma num hospital de Houston, vítima de três aneurismas. A morte cerebral foi anunciada dois dias depois.

Ele foi pastor da Primeira Igreja Batista do Rio de Janeiro por mais de 40 anos e chegou a congregar cerca de sete mil membros em seus cultos. Há quatro anos, porém, depois de problemas adminsitrativos, ele deixou a igreja e, pouco tempo depois, fundou a Batista Memorial. Ele falava fluentemente várias línguas, o que fez com que seu ministério se espalhasse por mais de 100 países, onde realizou ações missionárias.

Na presidência da Aliança, Fanini enfatizou seu trabalho na evangelização, na liberdade religiosa e na justiça social. Neste período encontrou-se com diversos líderes mundiais, entre eles Fidel Castro, então presidente de Cuba, em 2000.