Advogado tira dúvida dos leitores sobre imigração – DLXI

0
862

Clique aqui para enviar sua dúvida de imigração, ela será respondida na medida do possível


Anthony Korda, advogado com escritório em Weston e Naples (FL), telefone (954)888.6383.

Meu filho foi pego dirigindo sem carteira há três anos e chamaram a Imigração. Ele ficou 30 dias preso, saiu com fiança e o advogado dele entrou com pedido de asilo politico. Entramos aqui com visto de turista de 10 anos em novembro de 2001. Ele já foi em várias cortes e o advogado dele disse que só um casamento com uma cidadã o ajudaria.  A última corte a juiza deu a ele deportação e o advogado entrou com uma peticao ao ICE de stay removel, mas recebemos a noticia agora que foi negado. Eu queria saber,como fica agora? Ele tem alguma chance de permanecer aqui? Tem como entrar com outro recurso? Temos que nos mudar de onde moramos? Se ele se casar agora com uma cidadã pode tirar a ordem de deportação?
Korda – Infelizmente vários advogados fazem o pedido de asilo como uma estratégia para ganhar tempo, mas a mesma estratégia acaba colocando o cliente em uma situação mais delicada que a inicial. Seria importante entender em que base a juíza negou o pedido de asilo, pois isso impacta a situação dele. Caso você queira mais esclarecimentos, entre em contato com nosso escritório renata@kordaburgess.com para atendimento em português.

Meu esposo foi casado aqui com uma americana e divorciou. Ele ele tem os papeis do divórcio e tem um ano. Ele não pegou o greencard e ela disse pra ele que ela tem a ficha suja na policia e nao tinha condição de dar a ele os papeis. Ele tem direito ou não de obter os papeis?
Korda – Ele não direito a ter um green card simplesmente porque foi casado com uma americana, salvo em situações de abuso doméstico. Para que o cônjuge do cidadão americano receba um benefício imigratório, é preciso que o cidadão americano inicie o pedido e dê prosseguimento no processo de patrocínio (sponsorship) junto à imigração.

Ouvi dizer que vem por aí uma lei ou algo parecido  que dará ao portador do visto F2, o direito de trabalhar. Tem fundamento?
Korda – Não. Nenhum portador de visto F (tanto 1 ou 2) têm o direito de trabalhar nos EUA.

Eu vim aos Estados Unidos em 2006 com o visto H2B, tirei social, enfim voltei na data certa, agora vim como turista e me deram 6 meses, agora eu arranjei trabalho e usei meu social, mas pretendo ficar só os 6 meses. Será que na próxima entrada nos Estados Unidos terei problema por ter usado o social e ter arranjado trabalho?
Korda – Você cometeu uma infração imigratória ao aceitar um posto de trabalho apesar de estar nos EUA com um visto de turista. Não há como prever o que pode acontecer no momento de nova entrada nos EUA, mas a probabilidade é que, mais cedo ou mais tarde, você venha a ter complicações com a imigração.

Me casei com um cubano em Cuba e hoje viemos para a Flórida. Podemos entrar já na imigraçao como casados? Ele vai ter direito de estar legal nos EUA? Mesmo fazendo poucos dias que chegamos aos Estados Unidos?
Korda – Não há porque não dar entrada no caso do seu marido falando a verdade, ou seja que ele é legalmente casado com você. O direito de ficar legalmente nos Estados Unidos será determinado após processamento do caso dele, e não há necessidade de esperar um período de tempo antes de iniciar seu processo. Nosso escritório pode auxiliá-los no seu processo imigratório, entre em contato por email renata@kordaburgess.com, ou por telefone (954) 727-9800.

Já tenho visto e viajei duas vezes para a Flórida, mas agora gostaria de morar. Meu irmao é cidadão americano e no que eu tenho lido demora mais de 15 anos pra sair o greencard.  Se eu estiver na Florida e pedir o greencard através do meu irmao eu permaneço legal? Ou tenho que vir embora para o Brasil?
Korda – Você não pode aguardar o seu processo nos Estados Unidos em virtude do seu irmão ser cidadão americano. Você deverá esperar pela aprovação do seu processo fora dos Estados Unidos.