Agência ambiental dos EUA regulamentará nanotecnologia

0
916

A Agência de Proteção Ambiental decidiu exigir que fabricantes de partículas submicroscópicas usadas para matar bactérias provem que o produto é seguro

Um tipo de nanotecnologia, usado em diversos produtos para matar germes, passará a ser regulamentado pela Agência de Proteção Ambiental (EPA) dos Estados Unidos, após uma mudança na política americana para o assunto.

A EPA informa que, com a decisão, os fabricantes de produtos que usam partículas submicroscópicas de prata para matar bactérias terão de provar, cientificamente, que sua mercadoria não prejudica os rios e reservatórios de água, nem a saúde pública.

Ambientalistas e outros grupos temem que a nanoprata possa matar bactérias benéficas e organismos aquáticos ao entrar no ambiente quando é descartada, e possa vir a representar um risco para seres humanos. A nanoprata é usada para matar bactérias em armários, estoques de comida, máquinas de lavar e outros produtos.

A maioria dos nanomateriais não estará sob supervisão da EPA, mas a decisão de regulamentar o mercado de nanoprata é o primeiro movimento do governo dos Estados Unidos para impor regras a essa indústria.

A decisão foi noticiada pelo website do jornal The Washington Post na noite de quarta-feira.

Outra agência do governo americano a FDA, que regulamenta remédios e alimentos, também estuda impor normas às nanotecnologias.