Agente de imigração mata mexicano na fronteira

Oficial atirou no peito e no pescoço do homem por volta da meia-noite a 120 milhas a leste de San Diego (CA)

0
1126

Os agentes de imigração que fiscalizam a fronteira dos EUA com o México vêm sendo duramente criticados por grupos pró-imigrantes por suas ações arbitrárias. Na quarta-feira (21), mais uma vítima levou quatro tiros de um agente, enquanto passava pela fronteira de bicicleta e, segundo os agentes, estava armado com uma faca. O homem de 35 anos levou quatro tiros e morreu no hospital. As informações são da Associated Press.

O oficial atirou no peito e no pescoço do homem por volta da meia-noite a 120 milhas a leste de San Diego (CA). O mexicano não tinha documentos para entrar nos EUA e estava em uma bicicleta na fila de inspeção e, segundo o porta-voz da agência imigratória de San Diego, não parecia que ia parar. “Ele estava segurando uma faca de 20 centímetros e ameaçou o agente com esta faca quando ele segurou seu braço e o forçou a sair da bicicleta. O agente seguiu o protocolo e atirou”, defendeu o agente.

O oficial, que trabalha na agência de San Diego desde 2008, não ficou ferido e foi afastado para medidas administrativas. Nenhum nome foi liberado pelas autoridades. A Embaixada do México nos Estados Unidos solicitou que o caso seja investigado.

O Departamento de Customs and Border Protection disse na semana passada que seus agentes utilizaram armas de fogo 28 vezes no ano fiscal de 2014 que terminou em 30 de setembro. As armas menos letais, tais como armas de choque, cassetetes e spray de pimenta foram usados 740 vezes.