Agentes da fronteira são acusados de corrupção

0
579

Segundo denúncias, eles ‘vendem’ indocumentados aos integrantes dos cartéis da droga por 430 dólares

Até pouco tempo, os cartéis que atuam no México costumavam sequestrar imigrantes que estavam a caminho da fronteira com os Estados Unidos para extorquir dinheiro ou mesmo usá-los como traficantes. De acordo com denúncias, os reis da droga sequer têm esse trabalho agora: eles recebem os indocumentados das mãos dos próprios agentes do serviço de imigração dos Estados Unidos em troca de 430 dólares. Pelo menos seis policiais do ICE que já participaram deste negócio ilegal foram identificados e afastados de seus cargos.

A corrupção entre os agentes da fronteira foi tema de uma reportagem do jornal El Mundo, que citou fontes ligadas ao grupo Los Zetas, um dos mais fortes cartéis de droga da região de Tamaulipas, para confirmar o pagamento de 430 dólares por pessoa entregue aos traficantes. Imigrantes denunciaram que foram detidos na fronteira e levados até os membros do crime organizado no México por policiais, identificados por fotos. Os agentes são, no mínimo, cúmplices deste crime, disse o defensor público mexicano Alejandro Roldán.

O estado de Tamaulipas é considerada uma zona de terror para os imigrantes. Nas últimas semanas as autoridades mexicanas encontraram dezenas de corpos de indocumentados em valas comuns na região. A polícia desconfia que são de pessoas sequestradas pelos traficantes dos Los Zetas e que não tinham dinheiro para pagar por sua libertação.