Alugar imóvel com segurança exige pesquisa

0
5425

Todo cuidado é pouco na hora da mudança para evitar problemas como despejo e perda do depósito

Joselina Reis

Alugar imóvel com segurança exige pesquisa“Todo dia recebo casos de brasileiros que precisam mudar de casa em 24h”, conta o corretor Leonardo Hatzihidiris. O problema todo, segundo ele, começa ao alugar a casa sem fazer as devidas pesquisas sobre o imóvel. Com a onda de foreclosures, o histórico da propriedade leva alguns meses para entrar nos bancos de dados. Mesmo sabendo que a propriedade vai ser retomada pelo banco a qualquer momento, proprietários inescrupulosos alugam a propriedade, exigem o aluguel do primeiro mês mais um depósito e desaparecem. Cabe ao inquilino arcar com os prejuizos.

Leonardo conta que geralmente o locador desaparece e o locatário recebe de um dia para o outro um aviso de despejo. “O dinheiro nunca será recuperado”, lamenta. Pelas leis da Flórida, ao receber o aviso de saída imediata do imóvel o ocupante precisa sair no prazo determinado pela polícia, o que pode variar de 24h a 30 dias, caso contrário os policiais podem entrar no imóvel e por tudo na rua.
O problema também pode ser o inverso, quando o inquilino atrasa pagamentos e o locador fica sem saída. Em carta à redação do jornal AcheiUSA, uma leitora que não quis se identificar com medo de atrapalhar o processo judicial em andamento contou seu drama.

“Em dezembro de 2012 resolvi vim para o Brasil passar um tempo e aluguei a minha casa em Coconut Creek para um casal de brasileiros. Os primeiros meses eles pagaram certo mais lá pelo quarto mês começaram os atrasos e em novembro de 2013 ele parou de pagar dizendo que estava desempregado. Resumindo, ele acumulou uma dívida comigo na qual não conseguiu pagar até hoje e agora perdeu o emprego novamente. Pedi a casa e ele se recusa a sair. Semana passada contratei um advogado para me ajudar no processo de despejo, que deve demorar mais ou menos umas 5 semanas. O prejuízo vai ficar em torno de uns $5 mil, fora que depois que eu receber a casa vou ter que ter um corretor para alugar e provavelmente isso acontecerá mais de um mês depois de receber a casa. Meu conselho é: checar crédito, pedir depósito e último mês, checar quanto tempo de trabalho, se for possível pedir extrato bancário dos 3 últimos meses, se o inquilino atrasar mandar a carta de 3 day notice imediatamente e começar o processo de despejo antes de virar uma bola de neve”, desabafou a proprietária.

O corretor brasileiro Leonardo Hatzihidiris, com mais de dez anos de experiência no ramo, também dá algumas dicas para que ambas as partes tenham mais segurança na hora de alugar um imóvel: 1 – peça o nada consta da polícia (background check, em inglês) do locatário; 2 – confirme se o inquilino realmente tem emprego; 3 – peça referência de locais onde o inquilino já morou; 4 – verifique o crédito de quem quer alugar a sua casa; 5 – para o futuro inquilino a dica é fazer uma pesquisa sobre o imóvel e tentar saber se ele está em foreclosure (em processo de ser devolvido ao banco).

Leonardo lembra que está cada vez mais díficil para os indocumentados conseguirem alugar uma casa ou apartamento. “Tem condomínios que estão pedindo 4 meses de depósito. Isso tudo por causa dos calotes no mercado”, avisa ele, que deixou de representar clientes e hoje trabalha apenas com compra, venda e aluguel de suas próprias casas.

A corretora Denice Sant’Anna alerta também para os imóveis em situação de short sale (quando o dono tenta vender a casa tentando evitar o foreclosure). “Não tem como prevenir. Quando o proprietário é honesto, ele avisa que colocou a casa à venda, quando não é, o inquilino é apenas nofitificado pelo novo dono de que precisa sair imediatamente do imóvel”, conta.

Ela lembra ainda que o inquilino não tem preferência na compra, e depois da crise do setor em 2008 os bancos estão exigindo que o interessado em comprar a casa prove que não é parente do dono. “Tinha gente que devia mais do que a casa valia e deixava de pagar as prestações de propósito. Quando a casa era colocada à venda por preço bem baixo, um parente ‘comprava’ e mais tarde as duas partes faziam a transação de retorno do imóvel para o antigo dono”, lembra.

Serviço

Previous articleBoatos assassinos
Next articlePreso um dos sócios da TelexFree
Fundado em outubro de 2000, o AcheiUSA Newspaper é um jornal semanal em português distribuído gratuitamente por centenas de estabelecimentos comerciais brasileiros, americanos e hispânicos, espalhados pelo estado da Flórida. Com notícias locais, imigração, cultura, agenda de eventos, cobertura social, negócios e a maior seção de anúncios classificados grátis em português fora do Brasil, o AcheiUSA é o mais completo e popular portal para os brasileiros vivendo nos Estados Unidos.