Antonio Cupertino, uma lição de vida

0
841

Brasileiro luta contra todas dificuldades e se forma em Comunicações pelo College City

– Sou um repórter cinematográfico!

Esta declaração enfática é feita por Antonio Cupertino, mineiro de Governador Valadares, que formou-se em Broadcasting pelo City College, em Fort Lauderdale, aos 59 anos de idade.

Realmente, isto é o que se pode chamar de lição de vida. Trabalhando em construção para ganhar a vida, Cupertino decidiu matricular-se no curso de Broadcasting da faculdade, mas desisitiu após seis meses, por falta de tempo e pelo alto custo para pagar as mensalidades.
Tudo mudou, no entanto, quando recebeu uma carta do Departamento de Educação dos EUA liberando uma verba para que ele pudesse retomar o curso. Diante disto, motivou-se a voltar a estudar, mesmo com as dificuldades para frequentar as aulas. Ia para a escola de bicicleta, de ônibus e até a pé, mas nunca faltei a uma aula sem motivo. Se não pudesse comparecer, ligava avisando a direção sobre minha ausência, contou Cupertino cheio de orgulho.

Teve de se superar para conseguir se formar, sobretudo enfrentando as dificuldades com o idioma. Tomeu bomba em Inglês por cinco vezes, comentou candidamente. Nada, porém, o fez desistir. Pelo contrário, as vicissitudes lhe davam mais coragem para vencer os obstáculos.

You made it

Graças ao seu esforço e determinação, Antonio Cupertino se transformou num exemplo para os outros alunos da escola. Sempre incentivado pela esposa Wendy Ramirez Cupertino e pelos diretores da escola, ele conseguiu fazer os trabalhos escolares, como aquele de conclusão de curso, na prova final da disciplina Rádio, onde montou o trabalho em duas horas, mesmo tendo três dias para terminá-lo.
Ele confessou que as três coisas mais importantes em sua vida são Deus, a família e as câmeras, por isto está disposto a perseguir seu sonho de se tornar um cinegrafista, uma vez que tem faro de repórter e muita disposiçào para o trabalho.

Ao final do curso, o coordenador do curso de Bradcasting, Dr. Lewis Alvin, disse para Cupertino: “You made it!”(Você conseguiu!). “Fui sempre apontado como exemplo de sucesso e determinação, mesmo sem nunca ter tido um carro. Até hoje guardo comigo os passes de ônibus como se fossem troféus de conquista”, disse com os olhos marejados de lágrimas.
Família numerosa

Antonio Cupertino está em seu terceiro casamento. A ex-esposa e seus dois filhos, Tony Cuper e Tatiana Cupertino, vivem em Governador Valadares, e ele já é avô de Tony Cuper Jr. E Camila Cuper. De seu segundo casamento, ele adotou os dois filhos de sua então companheira Atila de Araújo e Marimosel Araújo e do atual casamento com Wendy Carina Ramirez Cupertino ele também adotou as filhas da atual esposa, Ruth Noemi Cupertino e Claudia Cupertino.

Como se vê, sempre cabe mais um no coração de Antonio Cupertino, um sujeito cheio de amor para dar e de bem com a vida.

Depois de completar seu projeto de curta metragem, batizado como The Last Cup of Coffee, tendo como tema o September 11th, com Cupertino filmando em Nova York, ele vai para o Brasil filmar o documentário Fly, Cuper, Fly, contando sua própria história de luta e conquista.

– Afinal, sou o primeiro cineasta valadarense, garante Antonio Cupertino envaidecido.