Após invadir jornal, homem armado se entrega à polícia nos EUA

0
894

Um cartunista armado vestindo roupa camuflada invadiu o edifício do jornal “The Miami Herald” exigindo para falar com um de seus editores nesta sexta-feira, informou a polícia. O prédio foi esvaziado.

Após duas horas, o homem, identificado como Jose Varela, se entregou à polícia. Segundo ele, a invasão foi motivada por uma “censura” que ele teria sofrido pelo periódico. Não há registro de feridos no incidente.

Segundo o porta-voz da polícia Delrish Moss, antes de se entregar o cartunista ficou isolado no 6º andar do edifício, que também abriga o periódico hispânico “El Nuevo Herald”.

Funcionários em frente ao prédio do jornal; homem armado se entregou após duas horas
O homem entrou pelo saguão do edifício com uma arma que parecia ser uma metralhadora automática, disse Moss.

O “Herald” informou em sua página na internet que o homem, que aparentava nervosismo, foi até a redação, localizada no 6º andar, e pediu para ver o editor-executivo do “El Nuevo Herald”, Humberto Castello. Entre 12 e 15 pessoas estavam presentes.

Foi o segundo caso envolvendo uma arma na redação do jornal no último ano e meio. Em julho de 2005, o ex-comissário Arthur E. Teele Jr. suicidou-se com um tiro no lobby do “Herald” após pedir para falar com o colunista Jim DeFede. Teele estava sob investigação por corrupção e estava sob acusação por fraude em juri federal.

DeFede foi demitido por gravar conversas telefônicas com Teele pouco antes de sua morte, sem autorização.

“El Nuevo Herald” é uma das maiores publicações hispânicas da América.