Arpaio ganha ainda mais força na adversidade

0
762

Sheriff antiimigrante treina seus policiais para prender indocumentados no Arizona

Acusado de desrespeitar direitos humanos e pressionado a deixar o cargo, o sheriff de Maricopa (condado do Arizona) parece não acusar os golpes e dá uma demonstração de força na sua luta contra os indocumentados. Ele agora conseguiu junto ao Departamento de Segurança Nacional uma autorização para que todos os seus comandados sejam treinados para atuar em questões ligadas à imigração.

O uso de força local para o trabalho que normalmente é feito por agentes federais tem gerado bastante polêmica, ainda mais quando a corporação em questão é a de Maricopa. Considerado o maior inimigo dos imigrantes, Arpaio sempre quis ter uma atuação mais incisiva contra os indocumentados, mas muitas vezes foi impedido por lei. Agora, com autorização da agência federal que lida com o assunto, ele finalmente alcançou seu objetivo: 881 policiais participarão de um curso sobre as leis de imigração.

Uma das áreas do programa é como traçar um perfil racial de um provável imigrante, prática que aliás tem gerado críticas de grupos de direitos humanos e várias acusações contra Arpaio. Nos últimos dois anos, cerca de 100 homens de Arpaio vinham interpelando suspeitos aleatoriamente nas ruas, pedindo documentação e comprovação de que vivem legalmente no país. O efetivo agora será bem maior.
O grupo será treinado pelo professor Kris Kobach, especialista em Direito de Kansas City, que não esconde sua oposição à possível lei de legalização dos indocumentados. “Ele não tem qualificações para servir de professor nessa área.