Artista brasileira mostra arquitetura com arte no Tennessee

0
744

Ana Maria Tavares tem obras ao redor do mundo e agora tem uma exposição própria nos Estados Unidos


Ana Maria Tavares e uma das suas obras em exposição no Tennessee

Da Redação – Mostrar uma opinião, uma ideia, usando apenas paredes e metais. É assim que a artista brasileira Ana Maria Tavares mostra seu trabalho. Ela está no Tennesse onde inaugura na sexta-feira (11) uma exposição com obras próprias no Frist Center for the Visual Arts. A exposição fica aberta até do dia 12 de janeiro de 2014 na galeria Gordon Contemporary Artist.

Ana Maria Tavares, de 55 anos, é mineira de Belo Horizonte, mas resolveu estudar em São Paulo e de lá partiu para os Estados Unidos. Em 2002 a famosa fundação de apoio à arte e cultura, Guggenheim Foundation, de New York, chamou Ana Maria para trabalhar em um projeto nos EUA.

As obras da mineira, todas com inspiração arquitetônicas, estão espalhadas pelo mundo e já foram apresentadas em grandes bienais como em São Paulo, Cuba, Istanbul e Cingapura. Seu nome também faz parte de museus de renome internacional em Berlim, Japão, Londres, Rússia e vários nos Estados Unidos.

A exibição no Frist Center, intitulada “Deviating Utopias”, reflete o esforço brasileiro em se modernizar após a 2ª Guerra Mundial. Tavares criou seus trabalhos revelando toda a tensão social da época e as mudanças que isso provocou na arquitetura brasileira. A exibição traz ainda obras que mostram o momento atual dos contornos arquitetônicos que às vezes podem provocar uma desorientação psicológica aos olhos do público.

Entre as obras da mineira que chamaram a atenção dos curadores do Frist Center está a estrutura de espelhos montada na parede denominada “Inventory Control”. Nela, Tavares mostra o consumismo mundial e o excesso da tecnologia de segurança. Ana Maria ainda usa objetos como metal e vidro em seus trabalhos.