Artista plástica brasileira leva cor e vida para painéis religiosos

0
739

Trabalhos levaram vinte dias para ficar prontos e enfeitam paredes do prédio da igreja Living Word Open Bible, em Cooper City

Joselina Reis

Vanda de Jesus SouzaQuando a artista plástica brasileira Vanda de Jesus Souza terminou seu trabalho, mal podia acreditar. O seu maior painel media quinze pés de altura por dezesseis de largura, enquanto o menor tinha nove de altura e quinze de largura. “Eu sempre gostei de temas bíblicos, mas esse foi o maior trabalho que já fiz sobre o assunto”, declara a brasileira, que mora há oito anos na Flórida. Os cinco painéis feitos por ela decoram as paredes da igreja evangélica Living Word Open Bible, em Cooper City.

Vanda formou-se em Belas Artes no Paraná, e há 25 anos usa a pintura como forma de expressão. Ela também já fez exposições, mas descobriu nas pinturas de parede ou painéis uma forma mais gratificante de mostrar seu trabalho. “Já recebi mais convites depois que pintei essa igreja. As pessoas ficam impressionadas com as proporções e a vivacidade das cores”, lembra.

Para retratar os cinco painéis Arca de Noé, O Bom Samaritano, Adoração, Paisagem e Céu ela usou os mesmos tipos de tinta que usaria nas telas, por isso, segundo ela, as cores ficaram tão expressivas. As paredes foram tratadas anteriormente, para dar mais brilho e melhorar ainda mais o resultado.

Vanda explica que cada painel tem uma história. A Arca de Noé vai enfeitar a escola dominical, construída no mesmo prédio para crianças de pré-escola até adolescentes. A pintura do Bom Samaritano traz a frase “Love your neighbor” porque a igreja tem a intenção estar ainda mais presente na vida da comunidade local; já a Paisagem e Céu marcam presença no salão onde ocorre o batismo

Ela conta que o prédio de 8.5 mil m² (28 mil sqf) da igreja ainda estava em obras quando ela começou as pinturas e por isso levou mais tempo do que imaginava. Mesmo trabalhando apenas poucos dias na semana, Vanda conseguiu terminar as obras em vinte dias, antes da inauguração do templo, ocorrida no dia 10 de novembro.

As pinturas foram escolhidas pelos organizadores e Vanda passou os desenhos para a parede usando carvão. Uma vez feitas as alterações necessárias nas figuras, Vanda assumia o trabalho escolhendo as melhores cores para a pintura. A artista também faz painéis em restaurantes e casas.

A reverenda Dyrie Francis conta que após entrevistar alguns artistas para o trabalho optou pela brasileira por sua conexão com o tema religioso. “Ela entendia a história por trás de cada imagem. Nós acreditamos que houve uma afinidade maravilhosa, além de Vanda ser uma excelente artista”, disse a pastora, que destacou a coragem da brasileira em manejar sozinha os andaimes enquanto pintava o teto da igreja.