Autódromo de Interlagos está em obras

0
600

Alvo de reclamações no passado em razão das ondulações, há muitos anos que o asfalto de Interlagos já não é mais dor de cabeça para a Fórmula 1. Mesmo assim, a prefeitura de São Paulo pretende melhorar ainda mais a condição da pista, que de 7 a 9 de novembro sediará, pela 33ª vez, o Grande Prêmio do Brasil.

Fechado desde o dia 14 de julho para obras de preparação para receber a F-1, o autódromo está tendo toda a pista recapeada, assim como em 2007. Segundo a organização da prova, as pequenas pedras de granito que comporão o novo asfalto receberão um trabalho de britagem para torná-las levemente arredondadas, tornando o piso menos abrasivo, mas sem perder a aderência. Serão necessárias 20 mil toneladas de asfalto para o recapeamento total dos 4,309 km de traçado. As mudanças beneficiarão não só a F-1 como todas as categorias do automobilismo nacional e internacional que competem no local, como por exemplo a Stock Car, o Brasileiro de Marcas e o Mundial de Endurance. A previsão é que as obras fiquem prontas até um mês antes do GP do Brasil.

A administração do autódromo enviará as informações sobre o novo asfalto para a Pirelli, fornecedora oficial de pneus da F-1, para ajudar na escolha dos compostos para as provas. Em setembro, a fábrica italiana enviará técnicos ao autódromo para avaliar com mais precisão as novas condições da pista.

Além do recapeamento total da pista, Interlagos terá outras novidades para o GP do Brasil. A entrada dos boxes será aumentada e passará dos atuais 30m (15m de pista e 15m de entrada) para 45m (15m de pista e 30m de entrada). O objetivo da mudança é aumentar a segurança dos pilotos na entrada dos boxes. De acordo com o autódromo, a alteração não afetará o tempo dos pit stops. Haverá também mudanças no sistema de drenagem do pit lane para evitar a formação de poças de água. Na pista interna, onde os carros estacionam, o piso será de concreto, já no trecho por onde os carros entram e saem do boxe o revestimento será de asfalto.  Haverá também, na segunda perna do “S” do Senna, uma nova área de escape de 10 metros de largura.

O GP do Brasil de F-1, válido pela penúltima etapa da temporada 2014, será realizado de 7 a 9 de novembro e pode decidir o título.