Azul anuncia voos diretos para os EUA a partir do início do ano

0
851

Companhia aérea começa a voar com jatos Airbus A330, ligando Campinas a Miami ou Fort Lauderdale

DA REDAÇÃO COM MELHORES DESTINOS – SeparadosA Azul Linhas Aéreas terá voos internacionais, com rotas para os Estados Unidos até o início do ano que vem. Os primeiros destinos serão Miami, Orlando e Nova York. O anúncio oficial foi feito na última quarta-feira (23).

A companhia deve iniciar a partir de Campinas no primeiro trimestre de 2015, utilizando 11 jatos grandes de dois corredores. Inicialmente serão usados seis Airbus A330 e a partir de 2017 a rota receberá os novíssimos Airbus A350XWB, o mais novo modelo da fabricante europeia, com lançamento previsto para o meio do ano.

Atualmente, somente duas companhias têm autorização para voos internacionais regulares partindo do Aeroporto de Viracopos, em Campinas. A TAP Portugal tem três voos semanais diretos para Lisboa. A Gol Linhas Aéreas começa a operar voos entre Campinas e Miami a partir de 18 de julho.

A empresa adquiriu seis aviões Airbus A330-200, que devem ser entregues ainda no primeiro semestre deste ano e que iniciam as operações em 2015, além de cinco Airbus A350-900, que devem incorporar a frota da companhia somente em 2017, aumentando a frequencia dos voos internacionais por Viracopos. Para as novas operações, a empresa avalia necessidade de ter 1,6 mil novos colaboradores.

Segundo o fundador e CEO da Azul, David Neeleman, as aeronaves foram arrendadas, sendo que a aquisição dos A350-900 foi feita juntamente com a International Lease Finance Corporation (ILFC), empresa de leasing e locação de aviões.

O presidente da empresa, Antonoaldo Neves, explicou que as empresas responsáveis por alugar ou arrendar as aeronaves para a Azul investiram R$ 2 bilhões. A previsão é de que o contrato para cada um dos aviões seja válido, em média, por oito anos. Além disso, ele preferiu não antecipar quais outras cidades do exterior podem receber voos da companhia após ela definir as operações entre Campinas e EUA. “A gente vai voar para onde o brasileiro quiser ir”, resume. O CEO, contudo, adianta que “a vontade” está relacionada à Europa e América do Norte.

O aeroporto de Campinas é o principal centro de operações da Azul no Brasil, de onde ela tem partidas para dezenas de cidades. Vale lembrar que após a compra da Trip a companhia passou a ter a maior malha aérea nacional, com 104 destinos no Brasil. Além disso, a companhia assinou contrato com a United, que poderá ser usado para aumentar o número de destinos americanos à disposição de seus passageiros.