Bactéria marinha que se alimenta de carne humana já matou duas pessoas na FL

0
2777

Casos de infecção, entretanto, são considerados raros: apenas 32 casos foram relatados em 2014, sendo 85% entre maio e outubro

DA REDAÇÃO (com CBS News) – Uma rara porém mortal bactéria está assustando os moradores da Flórida. O Estado oferece o ambiente propício para que a Vibrio vulnificus se prolifere: águas mornas.

Neste ano, sete pessoas foram infectadas e duas morreram por terem entrado em contato com a bactéria. “As pessoas podem se infectar quando comem mariscos crus. Quem entrar no mar e estiver com ferimentos abertos pode ser infectado”, alerta o Departamento de Saúde da Flórida.

Quando a bactéria é ingerida em mariscos contaminados, os principais sintomas são vômito, diarreia e dor abdominal. Quando a Vibrio vulnificus entra no organismo da pessoa por meio de um ferimento, ela pode causar infecções sérias na pele, por isso o nome de carnívora.

As autoridades também alertam para pessoas que tenham o sistema imunológico fraco, redobrem os cuidados. “Pacientes que têm doenças crônicas no fígado, por exemplo, têm o risco mais alto de ter complicações mais severas. A bactéria pode cair na corrente sanguinea e causar febre, lesões na pele, choque séptico e causar a morte”, informa o departamento.

Em 2014, foram reportados 32 casos de infecção por essa bactéria. A maior parte dos casos, 85%, ocorrendo entre maio e outubro, em função de maior incidência de calor.

Para não correr o risco de ser infectado, cozinhe ostras, mexilhões e mariscos em geral devem ser cozidos antes do consumo.

O tratamento para a vibrio vulnificus é a base de antibióticos, sendo que em casos mais graves, é necessária a amputação da parte atingida.