BASQUETEBOL: Rashard Lewis quer esquecer contusões e ajudar Miami Heat

0
469

Neste mês de outubro as equipes começam a intensificar os preparativos para a temporada 2012/2013 da NBA que começa no próximo dia 31. Em seu primeiro treino duro com os demais jogadores do Miami Heat, Rashard Lewis mostrou estar disposto a ser um elemento importante para o time.

Lewis ainda pode converter os tiros de três pontos. Ele sempre foi un dos melhores arremessadores de longa distância da NBA entre os jogadores mais altos, e isto ninguém pode tirar dele. A questão para Lewis e para o Heat é saber se seus joelhos permitirão que ele receba os passes sem marcação.

Até agora, tudo bem. A única dor em suas pernas tem sido o cansaço muscular de um treinamento duro. Depois de dois anos de constantes problemas nos joelhos, ele está feliz com a fadiga. Estava preocupado como iria me sentir depois de um treinamento exigente, e fiz isto por três dias seguidos e não estou sentindo nenhuma dor, disse Lewis.

Sua escolha pelo Miami Heat é a possibilidade de disputar uma série final da NBA. Esta foi a principal razão pela qual vim para cá. Já estive no papel do principal jogador. Agora, estou num ponto onde quero ganhar um campeonato da NBA, revelou Lewis.

Para se tornar campeão, ele sacrificou mais dinheiro para agarrar esta oportunidade. Ele assinou pelo salário mínimo de veterano ($1,2 milhão por temporada) para as próximas duas temporadas, mas, como outros jogadores do Heat, ele provavelmente ganharia mais em outro lugar. Todavia, ele acha que chegou a hora de colocar um anel de campeão no dedo.

A direção da NBA oficializou que irá punir atletas a partir desta temporada jogadores que simularem faltas durante partidas da liga. A medida vinha sendo estudada desde o mês de setembro, e as punições variam entre multas de até US$ 30 mil e suspensão por uma partida. O jogador que simular uma falta receberá, primeiramente, uma advertência, após análise em vídeo por uma comissão oficial da liga. Em caso de reincidência, o atleta será multado em US$ 5 mil. No terceiro flagra, a multa sobe para US$ 10 mil. Os valores ainda passam por US$ 15 mil e US$ 30 mil antes do jogador ser suspenso.