Bebê Sofia passará por nova cirurgia em Miami

0
675

Agora outra criança brasileira se prepara para ser transferida para o Jackson Memorial Hospital

DA REDAÇÃO COM TERRA

A brasileirinha Sofia Lacerda, de sete meses, que está internada no Jackson Memorial Hospital em Miami para receber um transplante múltiplo de órgãos, passou por uma nova cirurgia na quarta-feira (6). A família fez o anúncio usando a mídia social. De acordo com a família, a operação, segunda desde o dia que ela chegou em Miami (2 de julho), serviu para desobstruir a uretra do bebê e correu bem.

Sofia Gonçalves de Lacerda é portadora da síndrome de megabexiga micrólon e hipoperistaltismo intestinal (MMHIS), também conhecida como síndrome de Berdon. Ela precisa transplantar os intestinos grosso e delgado, além do estômago e da bexiga. Os órgãos da menina não são capazes de fazer os movimentos necessários para digestão e eliminação das fezes e da urina.

A família venceu uma batalha na Justiça contra o Ministério da Saúde e este foi obrigado a depositar quase R$ 2,25 milhões para pagar o tratamento da menina, que precisa ser feito nos Estados Unidos. O transplante que ela precisa para sobreviver não é realizado no Brasil.

Pedrinho
Outra criança que sofre de uma síndrome semelhante e também se prepara para embarcar para Miami é o garoto Pedrinho. O menino, acompanhado da família, deve ser transferido para o mesmo hospital e também será atendido pelo médico brasileiro – Rodrigo Vianna, que é diretor de transplantes do hospital Jackson Memorial, em Miami.

De acordo com a família do bebê Pedro Libração da Lavra Baragão, de 11 meses, a definição pelo hospital em Miami foi feita com cautela e analisando diversos aspectos. “A nossa maior preocupação sempre foi com o índice de sucesso do transplante. O Jackson Memorial Medical Center tem se tornado referência no transplante de intestino e tem ótimos médicos especializados nesse tipo de intervenção”, diz.
No Brasil, as duas famílias mobilizaram a opinião pública para arrecadar recursos para o transplante das crianças.