Bélgica condena filho de brasileira por terrorismo

0
547

DIVULGAÇÃO
Bélgica condena filho de brasileira por terrorismo

O jovem belga de origem brasileira Brian De Mulder foi condenado na quarta-feira (11) na Bélgica a cinco anos de prisão por envolvimento com o grupo jihadista Sahria4Belgium, que incentivou a violência islâmica na Síria e enviou combatentes para o país, informa o portal de notícias G1. Brian, que é filho de uma brasileira, está desaparecido desde que deixou a cidade da Antuérpia. Sua mãe acredita que ele está na Síria.

Outros 45 suspeitos de pertencerem à organização Sharia4Belgium também foram julgados. “A Sahria4Belgium recrutava jovens para a luta armada e organizava a sua viagem para a Síria”, disse o juiz que determinou a condenação. Sete outros detidos presentes no julgamento foram condenados a penas que variam de três a cinco anos, alguns com a suspensão condicional da condenação.

De acordo com as autoridades belgas, cerca de 350 cidadãos do país foram lutar na Síria ou no Iraque, o maior número per capita da Europa. Eles estimam que 10% destas pessoas tinham alguma ligação com a Sharia4Belgium.

A mãe de De Mulder, a brasileira Ozana Rodrigues, afirma que ainda chora todos os dias pelo filho. De Mulder se converteu ao islamismo e rapidamente se tornou muito devoto, adotando as vestimentas e os hábitos alimentares muçulmanos e criticando mãe e irmãs por se vestirem de forma ocidental. Ela se mudou para a Antuérpia, mas De Mulder manteve contato com seus amigos radicais. Um dia, segundo sua mãe, “fui ao quarto dele e vi que ele tinha ido embora. Eles tinham levado meu filho”.