Bia Figueiredo acerta acordo para disputar Stock Car em 2014

0
522

FigueiredoA equipe ProGP anunciou na quinta-feira (20) o nome de seu novo piloto para a temporada 2014 da Stock Car – que, na verdade, é uma pilota. Trata-se de Bia Figueiredo, que disputou a Fórmula Indy entre 2010 e 2013 pelas equipes Dreyer & Reinbold, Andretti e Dale Coyne.
Bia será a primeira mulher da história a disputar a categoria principal da Stock Car. Pioneira no automobilismo brasileiro, Bia festejou a oportunidade de disputar a categoria.

“É muito bacana. De alguma forma, isso (ser a primeira mulher) já aconteceu antes nas categorias aqui no Brasil – nos Estados Unidos, era mais comum ver mulheres correndo. Vejo como algo especial. Estou acostumada a quebrar barreiras, esta vai ser mais uma. O próximo passo é buscar bons resultados”, disse.

O acerto, segundo ela, não demorou. “Começou com um bate-papo, uma ideia no ano passado. A gente estava trabalhando para correr lá fora”, explicou ela, que priorizou a possibilidade de disputar uma temporada completa em uma categoria. “Estas conversas foram ficando mais fortes, até que fui treinar com eles. O treino foi bom, e isso só fortaleceu para fechar para a temporada”, acrescentou.

A primeira etapa da Stock Car Brasil em 2014 será disputada neste final de semana, no Autódromo de Interlagos. A novidade será o carro “dividido” entre dois pilotos – um deles começa a corrida, e é substituído pelo segundo no decorrer da prova. Bia irá correr com Duda Pamplona, justamente o chefe da ProGP, que comemorou o acerto.

“Foi um projeto que começou no fim do ano passado. A gente tentava trazer. Tinha o interesse dela, vendo o crescimento da Stock Car no Brasil. Não é uma decisão fácil para ela voltar de fora, mas ela viu como uma boa oportunidade”, explicou Duda, que festejou por “abrir essas portas para ter pela primeira vez uma mulher correndo na Stock”.

Sem jamais ter dividido o carro em categorias, Duda espera aproveitar a chance ao lado de sua contratada. “A ideia é tentar passar o máximo da experiência ao longo de 12 anos de Stock Car, principalmente no entendimento do carro”, comentou.

Bia e Duda correrão no carro número 100. Para ela, que admitiu ter “um pouco de experiência” em carros de turismo (contando uma corrida na Stock Light em 2005 e um teste na DTM), a chance de estrear no regulamento dos carros divididos será um ponto positivo. “De alguma forma, é novo para todo mundo, o que dá um pouco mais de igualdade”, analisou.