BOLETIM COPA 2014 – Obras no Maracanã correm contra o tempo

0
491

O secretário-geral da Fifa, Jérôme Valcke, disse na segunda-feira (26) que o Rio de Janeiro não tem opção quanto à conclusão das obras do Maracanã. Para Valcke, é preciso correr com a reforma porque é impensável realizar uma Copa das Confederações no Brasil sem jogos no maior estádio do Rio.

O Rio não tem outra opção a não ser entregar o Maracanã, afirmou Valcke, após inspecionar as obras no estádio. Ele tem que estar pronto.

Valcke esteve no estádio acompanhado do ministro do Esporte, Aldo Rebelo, do ex-jogador Ronaldo e de membros do governo do Rio de Janeiro. Durante a visita, recebeu a informação de que o estádio tem 80% de suas obras concluídas.

Pelo andamento da obra, Valcke espera que o Maracanã seja entregue em fevereiro. O secretário-geral da Fifa não se pronunciou, porém, sobre as obras de construção de bilheterias e catracas que ainda nem foram licitadas pelo governo.

Regis Fitchner, secretário-chefe da Casa Civil, afirmou que essas obras não mudaram os planos do governo e da Fifa para o estádio. “Serão obras que ficam entre o estádio e o muro.  Não afetam a construção”, explicou o secretário.

O ministro do Esporte, Aldo Rebelo, também disse que está seguro que o Maracanã será concluído dentro do prazo combinado. Segundo ele, só neste ano, o percentual de conclusão da obra subiu de cerca de 20% para 80%. “Estatisticamente, o Maracanã está garantido.”