Brasil dá show no último jogo do ano

0
588

Time de Dunga goleia Portugal com três de Luis Fabiano

A seleção brasileira deixou para a última partida do ano para fazer sua melhor apresentação em 2008. No amistoso contra Portugal, o time comandado por Dunga demonstrou entrosamento e disposição e aplicou uma goleada em Portugal: 6 a 2, com show de Luis Fabiano, autor de três gols e de um passe para outro. Foi a primeira vitória em casa do Brasil no ano, já que antes a equipe só havia conseguido três empates pelas Eliminatórias, sem marcar sequer um gol.

A festa brasileira começou antes mesmo de a bola rolar, no estádio Bezerrão, na cidade satélite de Gama, em Brasília. Além da presença de autoridades, que ganharam da CBF mais de cinco mil ingressos, a partida contou com uma homenagem especial para o Rei do Futebol. Pelé recebeu um troféu e deu o pontapé inicial do confronto. No intervalo do jogo, foi a vez de Felipe Massa, vice-campeão do Mundial de Fórmula 1, receber os aplausos da torcida. O piloto da Ferrari desfilou em carro aberto em volta do campo e recebeu uma placa comemorativa.

Mas com a bola rolando quem brilhou foi o Brasil. Nem mesmo o susto aos 3 minutos de jogo, no gol do português Danny, de letra, foi suficiente para esmorecer os jogadores. Os gols foram saindo um atrás do outro: os dois primeiros de Luis Fabiano, ainda no primeiro tempo. O atacante que joga no Sevilha, da Espanha, começou o segundo tempo no mesmo ritmo e deu o passe para o terceiro gol, de Maicon, e ainda anotou mais um. Elano e Adriano marcaram os outros dois do Brasil, enquanto que Simão fez o segundo de Portugal. Vale destacar também a atuação de gala de Robinho e Kaká, enquanto que o favorito a ganhar o prêmio de melhor do mundo da Fifa neste ano, o português Cristiano Ronaldo, pouco apareceu.

A bela apresentação da seleção dá uma sobrevida para Dunga, que pela primeira vez no ano não ouviu o coro de “Adeus, Dunga” nas arquibancadas. O treinador, agora, terá tempo para repensar algumas convocações. O Brasil só volta a campo no dia 10 de fevereiro, para o amistoso contra a Itália, no Emirates Stadium, em Londres. O técnico ficou muito satisfeito com o rendimento do time, mas acredita que a pressão e as críticas que têm recebido desde que assumiu o cargo continuarão do mesmo jeito. “Não acho que as críticas vão diminuir. Mas estou preparado para isso. Tenho a confiança dos jogadores. Eles têm comprometimento com a seleção e isso é o mais importante”, disse Dunga.